terça-feira, novembro 08, 2011

Apresentação dos Juniores do SL Marinha - Temporada 2011/2012

Sport Lisboa e Marinha
-
Fundado em 1939
-
Campo da Ordem (Relvado Sintético)
-
Plantel 2011-2012
Guarda Redes : Carlão e Rafael
Defesas : Bértolo, João Dourado, Miguel Ribeiro, Ruslan
Médios : Bernardo, Fábio, Ricardo Teixeira, Rúben, Rúben Suordan e Tiago Freitas
Avançados : Diego, Joaquim Pedro, João Paz, Nuno Alves, Nuno Bonita
Treinador : Carlos Carlos
Adjunto : Zé Maria
Director : Sr.António
Presidente : Hélder Serra
-----
Histórico:
2001-2002 : Vencedores do Campeonato e Taça Distrital.
2007-2008 : 2ºClassificado na Divisão de Honra com 55 Pontos. Subiu aos nacionais o Caldas SC.
2011-2012 :
-----
Plantel
------
-----
Sabes mais sobre esta equipa? Ajuda-nos a ter todo o tipo de informações, envia-nos para fdleiria@hotmail.com  ou então deixa-nos nos comentários.

2 comentários:

  1. Jogo da 18ªJornada da Divisão de Honra - Juniores
    Campo da Portela, na Marinha Grande
    Árbitro : Rudy Silva, auxiliado por Fábio Santos (Bancada) e João Santos (Peão)


    AC Marinhense 1 : André, Alexandre (Pipo, aos 15 min.), Pedro, Hugo, Miguel (Danny, aos 65 min.), Cristiano, Varela (Cap.), Filipe (Digo, aos 63 min.), Jójó, João Gomes e Rúben Coelho
    Suplentes não utilizados : Caetano
    Treinador : José Petana
    Adjunto : Rui Nunes
    Delegado : Orlando Moura
    .
    SL Marinha 2 : Tiago, Diego, João Dourado (Cap.), Diogo Freitas, Ruslan, Suorden, Luís, Bértolo, Tiago (Rúben, aos 56 min.), Jorge e Joaquim Pedro (Trator, aos 86 min.)
    Treinador : Carlos Carlos
    Adjunto : Zé Maria
    Delegados : Joaquim
    .
    Marcadores : 0-1 Ruslan (aos 4 min.), 1-1 João Gomes (aos 11 min.), 1-2 Diogo Freitas (aos 13 min.)
    Acção Disciplinar : Amarelos a Jorge (aos 8 min.), Diogo Freitas (aos 24 min.), Pipo (aos 47 min.), Joaquim Pedro (aos 56 min.), Cristiano (aos 63 min.), Varela (aos 75 min.), Pedro (aos 85 min.)
    .
    Depois de na 1ªvolta ter ido ganhar confortavelmente ao Campo da Ordem por 0-4, o AC Marinhense recebeu nesta jornada o seu “velho rival” SL Marinha, num jogo em que se defrontavam duas equipas que esta temporada lutam por objetivos distintos. O AC Marinhense que luta pela subida e o SL Marinha, que está numa posição pouco habitual, de lutar pela fuga a descida de divisão.
    Assim, e tendo em conta também as dificuldades do SL Marinha em termos de jogadores para este jogo, que se apresentou na Portela, com apenas 13 atletas, esperava-se que com maior ou menor dificuldade, o AC Marinhense acabasse por vencer o jogo. O que não veio a acontecer, e o que mostra a imprevisibilidade que é o futebol, e por isso mesmo, a sua magia.
    O jogo começou a um ritmo bastante intenso, e logo aos 4 min., canto da direita de Joaquim Pedro, e Ruslan, de cabeça a antecipar-se a toda a gente e a colocar os homens do SL Marinha em vantagem. O AC Marinhense não pareceu afetado pelo golo sofrido, e reagiu da melhor forma, e sete minutos depois, aos 11 min., vai chegar ao empate. Centro na esquerda, e João Gomes á vontade a encostar para o golo do empate.
    Estava restabelecido o empate, mas na jogada seguinte o SL Marinha vai novamente colocar-se em vantagem no marcador. Aos 13 min., depois de uma bola parada, a bola a ressaltar para Diogo Freitas, que com tranquilidade, finta o guardião do AC Marinhense e coloca novamente o SL Marinha na frente.
    Novamente a perder, o AC Marinhense volta a tomar conta do jogo e a procurar chegar ao empate, perante um SL Marinha estrategicamente colocado na sua defensiva, e a procurar agora sair em rápidos contra-ataques, principalmente através da velocidade de Joaquim Pedro.
    Apesar do domínio territorial, os minutos foram passando, e o AC Marinhense não ia encontrando soluções para chegar ao empate.
    A 2ªparte começou da mesma forma. Um AC Marinhense a procurar tomar conta do jogo, perante um SL Marinha, para quem o relógio jogava a seu favor e que com o passar dos minutos foi acreditando que era possível inverter a imagem da 1ªvolta.

    ResponderEliminar
  2. Com uma linha defensiva cada vez mais recuada, e jogando com um enorme coração, a equipa comandada por Carlos Carlos foi conseguindo ir mantendo a vantagem no jogo e á medida que o jogo avançava, começava também a notar-se nos homens do AC Marinhense alguma falta de frescura física, eles que 3 dias antes tinham efetuado um importante jogo em Alcobaça. Com sorte em alguns lances e inabilidade dos homens do AC Marinhense noutros, o SL Marinha conseguiu segurar a vantagem no marcador e aos 90+3 vai mesmo ter uma boa oportunidade para ampliar a vantagem, mas André faz uma enorme defesa. Quatro minutos depois terminava a partida, com os homens comandados por Carlos Carlos a somarem três preciosos pontos na luta pela manutenção, e com o AC Marinhense a ficar numa posição bastante desconfortável na luta pela subida, estando a 6 pontos dos líderes Caldas SC e GD Atouguiense, isto, quando faltam apenas 4 jornadas para o término do campeonato.
    Arbitragem regular de Rudy silva, sem influência no resultado.
    -----

    A opinião dos treinadores :
    Petana (AC Marinhense) : Jogo muito complicado, era um derby. Não entramos bem no jogo, defendemos mal nas bolas paradas. Reagimos ao golo sofrido, e novamente numa bola parada voltamos a sofrer um golo. Com o passar do tempo o SL Marinha começou a acreditar que podia ganhar e começou a notar-se na minha equipa algum desgaste do jogo que tivemos a meio da semana.
    Carlos Carlos (SL Marinha) : Foi um jogo muito difícil, e pelo enorme esforço a que fomos sujeitos, acho que a vitória se nos assenta perfeitamente. Estamos lançados para fazer um resto de campeonato com qualidade. Felicidade para o AC Marinhense.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...