segunda-feira, outubro 08, 2007

História Vieirense


Fundado em 22 de Dezembro de 1946 por um grupo de operários da Empresa de Limas União Tomé Fèteira, teve como seu 1.º Presidente, Joaquim Pedrosa Tomé Feteira.
Com uma equipa de Futebol Sénior, todos trabalhadores nas Limas, participou desde então nos torneios regionais da FNAT, até 1952, tendo por diversas vezes discutido os primeiros lugares com grandes Clubes do Distrito, nomeadamente, Leiria e Marinhense, conseguindo mesmo ganhar uma Taça, (Vítor Galo) discutindo o titulo por diversas vezes.
Com uma mudança na Direcção, em 1953 que duraria até 1956, o Clube então Presidido por Raul Brites Quiaios, viria a ter as suas portas fechadas, confiscada e levada toda a documentação, por motivos políticos, no governo de Salazar.
Só nos anos 60 viria a reactivar-se com o impulso inesquecível do treinador José Pereira Inácio.
Sendo em 1965 pela mão do então Presidente Albano Pedrosa Tome Feteira, a consolidação na mesma com Futebol, Associando-se á A .F. L. e passando a participar nos Campeonatos Distritais, tendo ganho a Taça Sampaio Ramos na época 68/69, ano seguinte ao que o Clube inaugurou o actual Campo de Jogos, oferta do então patrão das limas, Albano Tomé Feteira, Pai do que foi Presidente até 1974, 9 anos consecutivos. Com as condições por este criadas acabaríamos por vencer a Taça de Pombal em 71/72, a Taça de Figueiró em 74/75, a Taça Guilherme Pinto Bastos em 85/86, e a Taça Distrital em 70/71, 73/74, 74/75, 90/91, 94/95; Para além de inúmeros torneios locais e regionais organizados pelos Clubes.
Sendo Campeões Distritais, em 74/75, 77/78, 86/87, permitindo-nos estar a participar na Taça de Portugal e Campeonato Nacional da 3.ª Divisão, nas épocas 75/76, 76/77, 79/80, 80/81, 87/88, 88/89, 89/90 e 90/91.
No inicio de época 77/78 o Campo foi melhorado, tendo sido inaugurada a 1ª iluminação num memorável jogo contra o Barreirense, treinado então pelo Internacional José Augusto, era Presidente do Clube José Rodrigues.
Se marcada ficou pela positiva a época de 77/78 pela subida de Divisão e Inauguração da luz, pela negativa ficou a morte do Pai do atleta Afonso Henriques (actual presidente do clube) em pleno campo no decorrer de um jogo que ajudaria à subida de Divisão.
Ainda no Futebol mas Juvenil, que arrancou cerca de 1966, participou sempre com todas as equipas Juvenis, ao mais alto nível do Futebol Distrital, tendo ganho por diversas vezes Taças Distritais de Juniores e Juvenis nos anos 94/95, 96/97, 98/99, conseguindo a 1ª participação nos Nacionais na época 98/99, com a equipa de Iniciados, que teria vencido o Campeonato Distrital, em 97/98. O trabalho desenvolvido nesta Secção, honrou o Clube, dando ao Futebol Nacional, nomes como Lobo, Dinis, Nascimento, Castro, Sérgio Lavos, Parracho, João Pedro, entre outros.
Nos anos 80/90, o Clube teve ainda as secções de Columbofilia, Pesca, Campismo e Caravanismo e Atletismo estas duas ultimas que ainda se mantém. Tendo tido algumas participações a nível Nacional na Pesca, com um 1.º lugar por equipas e no Atletismo, alguns primeiros prémios individuais e por equipas, levando pelo menos um atleta ( Ana Letra ) á Selecção Nacional de Atletismo, Juvenis Feminina.
Em 1994, com a Direcção Presidida por Afonso Henriques Pereira Pedro, tendo como política principal a criação de infra-estruturas condignas, o desenvolvimento do Futebol Juvenil e a abertura do Clube a todas as modalidades, em prejuízo do Futebol Sénior. O clube passou a ter também Andebol, Ciclismo, Patinagem Artística, Atletismo, Ornitofilia e Natação, tornando-se assim o Clube do Concelho da Marinha Grande com maior numero de atletas Federados inscritos, o maior numero de provas desportivas.
Participando a nível Distrital e Nacional no Ciclismo e na Patinagem, esta ultima modalidade com um Campeão Distrital em Infantis (Hugo Pires) e um Campeão Nacional Cadetes (Carlos Neto), o Clube foi dando alguns jovens Andebolistas às Selecções Distritais e Nacionais, nomeadamente Carlos Gabriel e Hugo Vieira, criando uma dinâmica jamais vista numa freguesia com cerca de 9.000 habitantes, onde não faltou uma secção Cultural, que fez e desenvolveu ao mais alto nível, durante pelo menos cinco anos, o Carnaval, as Marchas Populares, Festas e Bailes , entre outros espectáculos de Arraial e de Salão.

Dos últimos oito anos (94/2002), fica para a história a Unidade, o Espirito de Iniciativa e o Sacrifício de todos os membros que trabalharam com a Direcção, pelo fim desportivo com o intuito de promover Saúde e evitar os males mais graves de que se queixa a Sociedade actualmente.
Atingido o grande objectivo das várias direcções de Afonso Henriques, ao inaugurar em 11/10/2002 as novíssimas instalações do Estádio Albano Tomé Fèteira, com salas de trabalho para todas as secções, ginásio, salão de festas, áreas comerciais, balneareos condignos e ainda o campo de jogos de relva sintética.
Ano de 2004, época de ouro para o futebol com a subida de três equipas aos Nacionais Seniores, Juvenis e Iniciados.
Anualmente a secção de Atletismo tem vindo a alcançar êxitos com a realização do Grande Prémio de Atletismo, através da participação de centenas de Atletas que ao percorrerem as ruas da Vila, dando um colorido pouco habitual e sempre aprazível a Vieira de Leiria.
Para já, com 1.300 sócios e 400 atletas, luta com graves dificuldades financeiras para conseguir manter a actividade das centenas de jovens que nela praticam desporto.
Foram ainda Presidentes desta colectividade em:

- 75/76 o Sr. Fernando Abreu
- 76/77 o Sr. Joaquim Ramusga, vindo a ser reeleito em 83/84 e 87/88;
- 77/78 a 79/80 o Sr. José Rodrigues
- 80/81 o Sr. Fernando Pereira
- 81/82 e 82/83 o Sr. Maurício Pedrosa, voltando depois em 85/86
- 84/85 o Sr. António Oliveira
- 86/87 e voltando em 91 até 93 o Sr. Alfredo Pedrosa
- 88/89 o Sr. Raul P. Veríssimo, dando lugar na época seguinte ao seu filho
- 89/90 Sr. Raul J. V. Veríssimo
- 90/91 o Sr. João Paulo Linhares
- 93/94 o Sr. Júlio Babel

Todos eles com trabalho, luta e dedicação para levar o nome do Clube e da Terra o mais longe possível.
Os sócios reconhecem para além da Família Fèteira, os sócios beneméritos Álvaro Gouveia, Armando Teodosio, Raul Parreira Veríssimo, Manuel Moleirinho entre centenas de Honorários e Beneméritos, muitos deles já não se encontram entre nós.
Fonte - Site oficial do clube

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...