quarta-feira, outubro 24, 2012

Apresentação dos Seniores da APSDRC Moita do Boi - Temporada 2012/2013

PLANTEL 2012-2013
Guarda-Redes :
Defesas :
Médios : Dani,
Avançados :
Treinador : José Marques
Adjunto :
Dirigentes : Marco
Presidente : Carlos Silva
-----
Histórico
2006-2007: 10ºClassificado na 1ªDistrital/Norte com 40 Pontos
2007-2008: 4ºClassificado na 1ªDistrital/Norte com 58 Pontos
2008-2009: 10ºClassificado na 1ªDistrital/Norte com 36 Pontos

2012-2013 : 1ºClassificado na 1ªDistrital/Norte com 49 Pontos e subida á Divisão de Honra.
Plantéis
---
Sabes mais sobre esta equipa ou tens fotos da mesma? Então envia-nos para fdleiria@hotmail.com  para termos este espaço cada vez mais completo.

6 comentários:

  1. 5ªJornada da 1ªDistrital/Norte 2012-2013
    Campo da Guarita, na Moita do Boi
    Árbitro: Sebastien Van Braekel (AF. Leiria)


    Moita do Boi 3
    Prancha, Zé, João, Mica, Gildo (Rafael, 69’) , Jonas, André, Bruno, Pato (Formiga, 69’), Sandro (Rodrigo, 85’) e Zé Pedro
    Treinador: José Marques
    ,
    AD Ranha 0
    Ivo; Remy, Naf, Filipe e Miguel; Paiva, Branquinho (Abreu, 85′), João Paulo; André, Alex (Zé Carlos, 70′) e Peruzi ( Luí Gomes, 85′)
    Treinador: Peruzi
    .
    Ao intervalo: 0-0
    Marcadores: Pato (58’), Zé Pedro (71’) e Formiga (80’)
    .
    A Moita do Boi soma e segue no campeonato. Ao fim de cinco jornadas, soma cinco vitórias. Diante da Ranha, o conjunto orientado por José Marques sentiu algumas dificuldades no primeiro tempo, mas acabou por conquistar mais uma vitória, diante de um adversário que se bateu bem, especialmente no primeiro tempo.
    A primeira parte resume-se a uma boa oportunidade para cada lado. A primeira situação de perigo pertenceu ao conjunto da Ranha, com Miguel a enviar a bola à trave, na sequência de um livre. Pouco tempo depois é a vez da Moita do Boi criar perigo por Sandro, que após uma bela jogada individual em que conseguiu ultrapassar dois adversários, ofereceu o golo, mas ninguém apareceu para finalizar.
    No segundo tempo foi a Ranha a primeira equipa a criar perigo com André a rematar ao lado da baliza de Prancha. Aos 58 minutos, a Moita do Boi inaugura o marcador por Pato. Bela jogada de ataque da formação de José Marques, com o ex-jogadora da Mata Mourisca a aparecer e a finalizar a preceito.
    O jogo ficou dividido com ambas as formações há procura do golo. A Moita do Boi voltou a acelerar o ritmo de jogo e beneficiou de uma grande penalidade a castigar uma mão na bola por parte do defesa-central Filipe, que na sequência deste lance foi expulso.
    Na transformação da grande penalidade, Zé Pedro permite a defesa a Ivo.
    A Moita do Boi não acusou a grande penalidade desperdiçada e aos 71 minutos, surge o 2-0, por Zé Pedro, que perante Ivo marcou um golo de belo efeito.
    Reação da Ranha e Peruzi jogador/treinador a estar perto do 2-1 em duas situações, mas sem sucesso.
    Aos 80 minutos, belo passe de Zé Pedro para Formiga, com este a não desperdiçar perante o desamparado Ivo. Até final, registo para mais uma boa oportunidade para a Moita, mas Zé Pedro cabeceou para as mãos de Ivo.
    Vitória justa da Moita do Boi, perante uma Ranha que deu boa réplica no primeiro tempo. Faltou maior atrevimento no ataque ao conjunto visitante, enquanto o conjunto da casa confirmou que a posição que ocupa não é por acaso.
    Arbitragem regular do árbitro que dirigiu o encontro.


    O Derbie

    ResponderEliminar
  2. Pedro Salgado reforça Moita do Boi
    25 Janeiro 2013 Cid Ramos

    Pedro Salgado é o novo reforço da Moita do Boi. O jogador encontrava-se inativo e o último clube que representou foi a Vinha da Rainha que milita na Divisão de Honra da AF.Coimbra.
    O Arcuda – Moita do Boi, que não se disputou no passado domingo devido ao mau tenpo, vai realizar-se no dia 9 de fevereiro pelas 15h30.

    ResponderEliminar
  3. 8ªJornada da 1ªDistrital/Norte 2012-2013
    Estádio Municipal de Ansião
    Árbitro: Hugo Pires (AF. Leiria)


    CC Ansião 2
    Diogo Rato, Vítor (Daniel, 64′), Mota, Tiago Almeida (Ruizito, 52′), Tenente (Marco, 81′), João Pedro, Mário João, Diogo Padeiro, Tomé, Comboio e Cotas
    Treinador: Paulo Neves.
    .
    Moita do Boi 2
    Prancha, Gildo (Formiga, 60′), André, Fábio, Dani, Zé Pedro (Brunito, 56′), Sandro, Zezito (Kaiser, 80′), Pato, Micael e Jó
    Treinador: José Marques
    .
    Ao intervalo: 1-1
    Marcadores: Vítor (10’), Zé Pedro (23’), Mota (50’) e Sandro (90’+5’)
    Acão disciplinar: Amarelo a André (18’), Tomé (54’), Tenente (63’) e Dani (90’+2’). Vermelho por acumulação para André (76’).
    .
    Num jogo que contou com uma bela assistência, Ansião e Moita do Boi repartiram pontos, num resultado que agrada mais ao conjunto do Louriçal, que desta forma continua na liderança.
    O Ansião só se pode queixar de si próprio, dado que esteve em vantagem e permitiu o empate nos últimos instantes do encontro.
    O primeiro golo surgiu aos dez minutos por Vítor. A Moita do Boi reagiu e aos vinte e três minutos chegou ao empate por Zé Pedro.
    Até ao final do primeiro tempo alguma oportunidades para ambas as equipas, sem que nenhuma conseguisse passar para a frente do marcador.
    Ao intervalo o resultado ajustava-se numa bela primeira parte entre os dois primeiros classificados.
    No segundo tempo a qualidade baixou, mas o Ansião foi mais dominador e aos cinco minutos do segundo tempo passou para a vantagem com um golo da autoria de Mota. O Ansião galvanizou-se e dominava a partida, sempre com a Moita do Boi a tentar responder em contra-ataque.
    A formação de José Marques ficou reduzida a dez unidades por expulsão por acumulação de André. O Ansião continuava com o domínio da partida, mas não conseguia criar grandes situações de perigo.
    No último lance do encontro a Moita do Boi chegou ao empate num autêntico balde de água fria para o Ansião. O Ansião acabou por ser penalizado nos últimos instantes do encontro, quando estava em vantagem e com um jogador a mais no terreno de jogo.
    A Moita do Boi teve o mérito de acreditar até ao final num resultado positivo. O árbitro do encontro, Hugo Pires realizou uma boa arbitragem e esteve à altura do encontro.


    Fernando Paulo

    ResponderEliminar
  4. A Moita do Boi está perto de assegurar a subida de divisão, algo que até se pode concretizar no próximo domingo se a formação da I Divisão Distrital, zona Norte, se vencer em casa o Arcuda e se o Ansião não conseguir ganhar frente ao Pedroguense. Para já, o técnico José Marques não quer entrar em euforias, mesmo tendo nove pontos de vantagem sobre o Ansião quando faltam disputar apenas quatro jornadas. "Não vivemos em ansiedade. Temos que encarar todos os jogos como uma final, mas já pedi aos meus jogadores para terem calma", confessou.
    O treinador da Moita do Boi assegura ainda que a sua equipa soube aproveitar uma fase menos boa do Ansião para "cavar" uma vantagem que se pode revelar decisiva. Na base do sucesso está o grupo de trabalho. "Não tínhamos como meta a subida, mas as coisas foram acontecendo, e a equipa está confiante. Temos que ter os pés bem assentes no chão porque a Moita do Boi viveu uma situação parecida na última época e acabou em terceiro, lembrou José Marques.
    Apesar de tudo, o técnico confessa que só "com um grande azar" é que a Moita do Boi vai perder a liderança da prova, apostando para que os seus jogadores continuem a ser "humildes".

    José Roque (Diário de Leiria)

    ResponderEliminar
  5. Estádio Municipal de Pombal
    Árbitro: Hugo Pires, auxiliado por Nuno Pacheco e Daniel Nicolau

    .
    Moita do Boi 0
    Treinador: José Marques.
    João Mendes, Gildo Costa, André Torrado (Cap.), Fábio Parracho, Daniel Marques(João Simões, aos 79 min.), Sandro Russo, Bruno Oliveira, Micael Costa (Frederico Ruivo, aos 90 min.), Roberto Dias (José Silva, aos 70 min.), Mário Ribeiro, Jonathan Silva.
    Suplentes : João Gonçalves, Rafael Rodrigues, José Domingues, João Silva.
    .
    União de Leiria 1
    Treinador: Luís Bilro.
    Vítor Maranhão, Rui Bento, Mário Wilson, Marco Aurélio (Cap.), Edgar Fernandes, Jeferson (Dani, aos 60 min.), Leandrito, Dário Marquês (Aliu Camará, aos 74 min.), Fábo Santiago, Edgar Grincho, Giovanni (Henrique Piló, aos 83 min.).
    Suplentes : Carlos, Tiago Gonçalves, João Gomes, Tiago Freitas.

    .
    Ao intervalo: 0-0.
    Marcadores: 1-0 Giovanni g.p (aos 67 min.).
    Acção Disciplinar: Amarelo a André Torrado (aos 8 min. e 83 min.), Fábio Santiago (aos 53 min.), Gildo Costa (aos 67 min.), Edgar Grincho (aos 72 min. e 94 min.), Leandrito (aos 74 min.), Mário Wilson (aos 79 min.). Vermelho por acumulação de amarelos a André Torrado (aos 83 min.) e Edgar Grincho (aos 94 min.). Vermelho Direto a Jonathan Silva (aos 41 min.) e Gildo Costa (aos 88 min.).
    .
    Numa tarde bastante agradável e com um Municipal de Pombal a registar uma excelente moldura humana, as equipas da UD Leiria e da Moita do Boi defrontaram-se a fim de apurar o Campeão Distrital da I Divisão.
    Começou melhor o jogo a equipa da União de Leiria, e logo aos 3 minutos, depois de uma jogada de insistência, Dário Marquês obriga João Mendes a uma defesa apertada para canto. Na sequência do canto, a bola sobra novamente para Dário Marquês, que à entrada da área remata forte, com a bola a passar a centímetros do poste direito da baliza de João Mendes. Aos 11 minutos, novo lance de muito perigo para a União de Leiria: Edgar Grincho cruza na direita e Giovanni em excelente posição dentro da área, cabeceia sem oposição, mas a bola acaba por sair para fora.
    Aos 29 minutos, de novo Giovanni a criar perigo. Cruzamento na esquerda, e o possante avançado da União de Leiria cabeceia dentro da pequena área, mas a bola acaba por sair mal direccionada. Três minutos depois, novo lance para a União de Leiria: Triangulação no ataque da equipa de Luís Bilro, com a bola a chegar ao "irrequieto" Rui Bento, que tenta o cruzamento, e Fábio Parracho, na tentativa de fazer o corte, quase introduz a bola na sua baliza. Aos 34 minutos é Edgar Fernandes que quase chega ao golo, depois de um excelente remate à entrada da área, proporcionando a João Mendes uma excelente defesa. O sinal mais era claramente da União de Leiria, perante uma equipa da Moita do Boi mais na expectativa e que procurava lançar rápidos contra-ataques, mas que eram facilmente anulados pela defesa unionista. Já com o jogo a encaminhar-se para o intervalo, aos 41 minutos, a Moita do Boi vai ficar a reduzida a 10 elementos, num lance a castigar falta de Jonathan Silva, e em que nos pareceu algo exagerada a cartolina vermelha.

    ResponderEliminar
  6. E quando se esperava para a segunda parte mais do mesmo, ainda para mais com a Moita do Boi reduzida a 10 unidades, foi surpreendentemente uma Moita do Boi mais atrevida aquela que reiniciou o jogo, e, logo aos 45 minutos, Roberto Dias desfere um remate com algum perigo. Na resposta, aos 52 minutos, a União de Leiria está outra vez perto do golo: Livre na direita, com Edgar Grincho a colocar na área, a bola a chegar a Marco Aurélio, que com tudo para fazer o golo, remata à trave da baliza de João Mendes.
    O jogo estava mais dividido, e, na resposta, Mário Ribeiro ganha em velocidade aos homens da defensiva da União de Leiria e, na cara de Vítor Maranhão, remata fraco, para defesa fácil deste. A Moita do Boi estava melhor e, aos 59 minutos, quase chega ao golo, num canto na direita, com a bola a sobrar para Mário Ribeiro, que, quase em cima da linha de golo, não consegue dar o melhor seguimento ao lance.
    Até que aos 67 minutos vai aparecer o lance capital do jogo. Falta clara de Gildo Costa dentro da sua área, e Giovanni encarregue da marcação do penalti faz o 1-0 para a União de Leiria e dá assim alguma justiça no marcador.
    Em desvantagem no marcador e em desvantagem numérica, a Moita do Boi não se rendeu, e, aos 75 minutos, depois de uma jogada de insistência, José Silva cria muito perigo para a baliza de Vítor Maranhão. Praticamente na resposta, Edgar Fernandes desenrola um bom lance pelo flanco esquerdo, mas, em excelente posição para ampliar o marcador, acaba por rematar por cima da baliza de João Mendes.
    Com o jogo já completamente partido, e com a Moita do Boi a jogar com nove elementos e totalmente balanceada para o ataque na procura do golo do empate, Henrique Piló, vai, aos 85 minutos, ter uma perdida escandalosa, depois de aparecer na cara de João Mendes e de o contornar, com a baliza completamente deserta, remata para fora para desespero dos adeptos da União de Leiria.
    Seria a primeira ocasião desperdiçada pelo avançado leiriense, que em período de descontos vai ainda ter mais duas ocasiões soberanas de golo, que acaba por perder.
    Vitória justa da equipa da União de Leiria, que sem ter feito um jogo exuberante foi a melhor equipa em campo e mostrou argumentos mais do que suficientes para vencer este jogo. Quanto à equipa da Moita do Boi, foi um digno vencido, mesmo em inferioridade numérica nunca deixou de lutar, e por vezes chegou a criar bastante perigo para a defensiva da União de Leiria.
    Quanto à arbitragem de Hugo Pires e seus pares, pareceu-nos que decidiu bem no lance capital do jogo, ou seja, na grande penalidade a favor da União de Leiria, mas no resto, principalmente na parte disciplinar, teve uma actuação muito descolorida, parecendo-nos claramente excesso de zelo a expulsão ainda na primeira parte de Jonathan Silva.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...