terça-feira, agosto 21, 2012

Apresentação dos Seniores do SL Marinha - Temporada 2012/2013

Sport Lisboa e Marinha
---
Fundado em 1939
---
Campo da Ordem (Relvado Sintético)
-----
PLANTEL 2012-2013
Guarda-Redes :
Defesas : Edgar Soares, Figueiredo,
Médios : João Roldão, Joaquim Pedro, Fabito, Oliveira, Pedro JJ
Avançados : João Paz, Nando
Treinador : Vítor Duarte
Adjunto : Vareta
Dirigentes : Lu Nobre
Presidente : Hélder Serra
-----

Histórico
1976-1977 : Campeonato ???. Finalistas vencidos da Taça Distrital de Leiria (Venceu Condestável por 3-0)
1979-1980 :
1991-1992 : 1ºClassificado na Divisão de Honra da AF Leiria. Subida a 3ªDivisão Nacional.
1992-1993 : 3ªDivisão Nacional/Série D
????
????
1996-1997 :
????
????
????
2006-2007 : Sem equipa

2007-2008 : 3ºClassificado na 1ªDistrital/Sul, com 67 Pontos

2008-2009 : 5ºClassificado com 50 Pontos na 1ªDistrital/Sul

2012-2013 :
---
Plantéis
-----
Mais referências a S.L.Marinha , Aqui !!!

17 comentários:

  1. 1ªJornada da Divisão de Honra - Seniores
    Campo da Ordem, na Marinha Grande
    Árbitro: António Nobre, auxiliado por Sebastien Braeckel e Luís Querido


    SL Marinha 0 : Nuno Rodrigues, Edgar Soares, Figueiredo, Guilherme, Joaquim Pedro, João Roldão (Cap.), Oliveira, Tiago André, Fabito (Nando, aos 45 min.), João Paz (Pedro JJ, aos 45 min.) e JP (Diogo Fadista, aos 80 min.)
    Suplentes não utilizados: Dourado, Nuno Santos, Veiga
    Treinador: Vítor Duarte
    Adjunto: Zé Miguel e Vareta
    Delegado: Pinto Lopes
    .
    GDR Pousaflores 4 : Nuno Aguiar, Zé Nuno, Pedro Santos, Pitéu, Luís Pedro, Beto, Marcelo, Gonçalo, João (Joel, aos 90+1 min.), Romero (Ricardo Palhais, aos 86 min.) e Tendinha (Cap.) (Normando, aos 78 min.)
    Suplentes não utilizados: Zé, Daniel Ribeiro, Rafa, Fábio
    Treinador: Marco Ferreira
    Adjunto: Caló
    Delegado: Alberto Medeiros
    .
    Marcadores: 0-1 por Romero (aos 53 min.), 0-2 João (aos 66 min.), 0-3 Gonçalo (aos 80 min.), 0-4 Normando (aos 90 min.)
    Acão Disciplinar: Amarelo a Oliveira (aos 18 min. e 45 min.), Tendinha (aos 56 min.). Vermelho por acumulação de amarelos a Oliveira (aos 45 min.)
    .
    Quis o destino que fosse a equipa do SL Marinha, também ela regressada esta época a Divisão de Honra, o adversário de estreia da equipa do GDR Pousaflores na Divisão de Honra, nesta que é a sua primeira presença na divisão maior do futebol distrital. E era difícil pedir uma melhor estreia.
    O jogo começou numa toada calma, com as duas equipas na expectativa e a procurarem estudar-se mutuamente. Aos 10 min., vai surgir o primeiro lance de algum perigo. Perda de bola da equipa do SL Marinha, e Romero muito rápido, a ter uma boa oportunidade de golo, mas acaba por perder tempo e desperdiçar o lance. Com o passar dos minutos o GDR Pousaflores dava mostras de ir perdendo alguma “timidez” inicial, e aos 17 min., o inevitável Romero, isola-se, e remata forte, com a bola a bater caprichosamente na barra da baliza de Nuno Rodrigues e a não entrar.
    O SL Marinha ia procurando responder, mas sempre sem conseguir incomodar a defensiva do GDR Pousaflores. Até que já em cima dos 45 min., se dá um dos lances que iria marcar o jogo. Jogada a meio-campo, e Oliveira a por a mão na bola, sendo admoestado, justamente, com o cartão amarelo, quer era o segundo e acabando expulso.

    ResponderEliminar
  2. Em inferioridade numérica, Vítor Duarte lançou na 2ªparte Nando e Pedro JJ, de forma a tentar contrariar o rumo que o jogo levou na 1ªparte, mas logo aos 53 min., o GDR Pousaflores vai mesmo chegar ao golo. Jogada envolvente da equipa do GR Posaflores, com a bola a ser endossada para Romero, que a entrada da área em posição frontal, não desperdiça e inaugura o marcador. Tudo mais difícil para a equipa da Ordem, que em inferioridade numérica, se via assim em desvantagem também no marcador.
    O GDR Pousaflores estava mais forte, e aos 65 min., depois de um centro na esquerda de Gonçalo, Tendinha quase amplia a vantagem, num bom lance de cabeça, mas desta vez Nuno Rodrigues a conseguir evitar o golo. Mas foi preciso apenas mais um minuto, aos 66 min., para o clube do concelho de Ansião chegar mesmo ao 0-2, num golo de belo efeito de João, num remate forte e colocado, sem quaisquer hipóteses para Nuno Rodrigues.
    O SL Marinha ia procurando responder, e aos 71 min., Pedro JJ tem um bom remate, que passa bem pertinho da baliza de Aguiar.
    Aos 80 min., novo golo para o GDR Pousaflores, o 0-3 por Gonçalo. Jogada na esquerda, Gonçalo a ganhar posição e á saída de Nuno Rodrigues, a desviar e a fazer mais um golo para a sua equipa. Praticamente na resposta, o lance de maior perigo do SL Marinha. Cabeceamento de Nando, para uma excelente defesa de Aguiar.
    E até que, já em cima dos 90 min., o GDR Pousaflores vai conseguir ampliar a vantagem. Lance de Normando, que flecte do centro para a direita, ganha posição e remata forte para o 0-4 final.
    Vitória indiscutível da equipa do GDR Pousaflores, que mostrou ter uma bela equipa, e que assim teve assim uma estreia de sonho na Divisão de Honra, perante uma equipa bastante jovem do SL Marinha, e onde dá ideia de faltarem jogadores de maior experiencia, que possam funcionar dentro de campo como referencias a todos estes jovens de qualidade.
    Quanto a arbitragem de António Nobre, nada a apontar, tarde tranquila, decidiu bem no lance da expulsão.
    -------
    A opinião dos treinadores:
    Vítor Duarte (SL Marinha : Foi um jogo em que não jogamos bem, e em que falhamos muitos passes. Esta é uma equipa jovem, e que está a procurar crescer. Não tivemos bem, e quando estávamos a melhorar, dá-se a expulsão. Vitória bem entregue e há que trabalhar e melhorar.
    Marco Ferreira (GDR Pousaflores) : Era o jogo de estreia do clube na Divisão de Honra, e isso trouxe alguma ansiedade acrescida. As tivemos uma atitude fantástica, e muita qualidade. O osso objectivo passa pela manutenção.

    ResponderEliminar
  3. 7ªJornada da Divisão de Honra - Seniores
    Campo da Ordem, na Marinha Grande
    Árbitro: Fábio Piló, auxiliado por Bruno Vicente e Nélson Dias
    .
    SL Marinha 1: João Guerra, Veiga (Nuno Bonita, aos 22 min.), Figueiredo, Tiago André, Edgar Soares, João Roldão (Cap.), Fabito (Nuno Santos, aos 55 min.), Pedro JJ, Nando (Diogo Fadista, aos 71 min.), João Paz e J.P
    Suplentes não utilizados: Teixeira, Dourado, Oliveira, Freitas
    Treinador: Vítor Duarte
    Adjunto: Zé Miguel e Vareta
    Delegado: Pinto Lopes
    .
    Grap/Pousos 1: Pedro Nunes, Steve, Toni, Portugal, Fábio Martins, Ricardo Pontes, Joel, André (Ricardo Ferraz, aos 40 min.), João Silva (Pedro Li, aos 55 min.), Rachida (Cap.) e Eurico (Parreira, aos 76 min.)
    Suplentes não utilizados: Tiago, Pirika, Marco Roda, David Parreira
    Treinador: Pedro Solá
    Adjunto: Rui Fonseca
    Delegado: João Rodrigues
    .
    Marcadores: 0-1 Ricardo Pontes (aos 47 min.), 1-1 J.P (aos 86 min.)
    Acão Disciplinar: Amarelo a Ricardo Pontes (aos 45 min.), Nuno Bonita (aos 63 min.), Nando (aos 66 min.), Eurico (aos 71 min.), Pedro Nunes (aos 75 min.), Joel (aos 87 min.), Rachida (aos 90+1 min.)
    .
    Em mais uma jornada da Divisão de Honra de futebol, a equipa do SL Marinha recebeu na Ordem o líder da competição, a equipa do Grap/Pousos.
    O jogo começou equilibrado, com as equipas preocupadas mais em procurarem jogar no erro do adversário, do que propriamente em assumirem o jogo. Apesar disso, aos 6 min., o SL Marinha vai criar algum perigo. Canto na direita de João Roldão, com a bola a sobrar para Tiago André, que remata com perigo, mas a bola acaba por ser desviada. O jogo seguia desinteressante, com muita bola pelo ar, muita luta a meio-campo, e com poucas ocasiões de perigo para ambas as balizas. Só aos 25 min., surge mais um lance de perigo, desta vez para a equipa do Grap/Pousos. Livre na direita, a bola a atravessar toda a área do SL Marinha, João Guerra a defender para a frente e na recarga João Silva a obrigar João Guerra a uma grande defesa para canto.
    Depois de uma 1ªparte desinteressante e mal jogada, esperava-se uma 2ªparte em que as equipas arriscassem mais e proporcionassem um melhor espetáculo. Em parte, assim foi

    ResponderEliminar
  4. Logo a começar a 2ªparte, jogada perigosa de Pedro JJ, com Portugal a cortar em falta. Na cobrança do livre, Nuno Bonita a criar muito perigo junto da baliza de Pedro Nunes, com a bola a sair bem pertinho do poste. Na resposta, livre na esquerda a favorecer a equipa do Grap/Pousos, a defesa do SL Marinha a ver jogar e Ricardo Pontes a aparecer á vontade e a inaugurar o marcador para a equipa do Grap/Pousos. A vencer, a equipa do Grap cresceu de rendimento e a partir dai foi sempre a equipa mais perigosa, perante uma equipa do SL Marinha que pareceu afetada pelo golo sofrido. Aos 66 min., Ricardo Ferraz, depois de um centro na esquerda falha o que parecia fácil e perde a oportunidade de ampliar a vantagem dos comandados de Pedro Solá. E como acontece tantas vezes no futebol, também neste jogo, o Grap que desperdiçou a oportunidade de ampliar a vantagem, aos 86 min., acaba mesmo por sofrer o golo do empate. Lançamento na esquerda, a bola colocada no interior da área da equipa do Grap, onde J.P aparece completamente sozinho, e só tem de empurrar para o fundo da baliza de Pedro Nunes. O golo do empate veio moralizar a equipa do SL Marinha, que nos minutos finais do encontro pressionou o último reduto da equipa do Grap/Pousos, na tentativa de chegar á vitória, o que já não veio a acontecer.
    Resultado que se aceita, depois de uma 1ªparte mal jogada de parte a parte, a 2ªparte abre com o golo do Grap, que depois desperdiça algumas hipóteses de ampliar a vantagem, perante uma jovem equipa do SL Marinha que soube sofrer e que já perto do final do jogo conseguiu chegar ao empate, o que foi um justo prémio e um castigo para o desperdício dos avançados da equipa do Grap/Pousos.
    Quanto a arbitragem de Fábio Piló, muito contestada pelos adeptos locais, ficaram muitas dúvidas num lance dentro da área da equipa do Grap, onde deu ideia de ter existido lugar á marcação de uma grande penalidade. No resto, sem grandes problemas de maior.
    -----
    A opinião dos treinadores:
    Vítor Duarte (SL Marinha) : Jogo equilibrado, em que o adversário chega á vantagem num lance de bola parada. Fomos atrás do prejuízo e chegamos ao empate. Não costuma falar da arbitragem, mas há um penalty claríssimo que ficou por marcar. O empate acaba por ser justo.
    Pedro Solá (Grap/Pousos) : Uma primeira parte muito equilibrada, com muita bola pelo ar. No recomeço da segunda parte, fizemos o golo, podíamos depois ter ampliado por diversas vezes a vantagem, não o fizemos e acabamos por sofrer o golo do empate, já perto do final da partida, num lance fortuito, depois de um lançamento lateral.

    ResponderEliminar
  5. Guarda Redes; João Guerra, Teixeira e Nuno Rodrigues
    Defesas : Marco Veiga, Edgar Soares, Edgar

    ResponderEliminar
  6. Num jogo que se adivinhava equilibrado, e depois de um justo 0-0 ao intervalo, a equipa do SL Marinha entrou a todo o gás na 2ªparte e em apenas 7 minutos fez três golos e resolveu o jogo.


    9ªJornada da Divisão de Honra - Seniores
    Campo da Ordem, na Marinha Grande
    Árbitro: Luís Dionísio, auxiliado por André Mendes e João Silva


    SL Marinha 3: João Guerra, Tiago André, Figueiredo, Fabito (Nascimento, aos 60 min.), Edgar Soares, João Roldão, Nando (Bonita, aos 68 min.), Diogo (Gonçalo, aos 45 min.), J.P, Pedro JJ e João Paz
    Suplentes não utilizados: João Teixeira, Oliveira, Veiga, Guilherme
    Treinador: Vítor Duarte
    Adjunto: Zé Miguel e Vareta
    Delegado: Pinto Lopes
    .
    ID Vieirense 0: João Ramusga, Júlio Gomes, Bruno Ferreira, Rui, Morgado, Gata (Bruno Gomes, aos 60 min.), Léo, Milton, Luís Simões (Diogo Botas, aos 65 min.), Miguel e João Pinto (Cap.)
    Suplentes não utilizados: Miguel Ângelo, Rafa Crespo, Letra, Ismael e Ricardo Neto
    Treinador: Bruno Ramusga
    Adjunto: Mário Leal
    Delegado: Rogério Guerra
    .
    Ao intervalo: 0-0
    Marcadores: 1-0 Pedro JJ (aos 51 min.), 2-0 Figueiredo (aos 54 min.), 3-0 Pedro JJ (aos 58 min.)
    Acão Disciplinar: Amarelo a Fabito (aos 30 min), J.P (aos 32 min.), Júlio Gomes (aos 35 min.), Gata (aos 58 min.), Léo (aos 67 min.), Morgado (aos 70 min.), Bruno Ferreira (aos 75 min.), Gonçalo (aos 90 min.)
    .
    Em mais uma jornada da Divisão de Honra de futebol, a equipa do SL Marinha recebeu na Ordem o ID Vieirense, naquele que foi um derby concelhio da Marinha Grande.
    O jogo começou equilibrado, com as equipas a procurarem estudar-se mutuamente e a pouco a arriscarem em termos ofensivos. Com a bola sempre muito longe das duas balizas e com um jogo muitas vezes mal jogado, nenhuma das equipas ia conseguindo impor o seu domínio no jogo pelo que a 1ªparte foi uma completa nulidade em termos de situações de golo. O 0-0 ao intervalo era um resultado que espelhava na perfeição o que tinha acontecido.
    Depois de uma 1ªparte desinteressante, a 2ªparte não poderia começar de melhor maneira. Logo aos 51 min., Pedro JJ aparece á entrada da área, descaído na esquerda, e na passada tem um potente remate para inaugurar o marcador. Apenas três minutos depois, aos 54 min., canto na direita por João Roldão, e Figueiredo no interior da área a antecipar-se a toda a gente e num golpe de cabeça a fazer o 2-0 para o SL Marinha. O ID Vieirense parecia não conseguir reagir a este recomeço forte do SL Marinha, que aos 57 min., quase faz o 3-0, num remate de Nando á entrada da área, com a bola a passar muito perto do poste esquerdo de João Ramusga. Mas bastou apenas mais um minuto, aos 58 min., para o SL Marinha chegar mesmo ao 3-0. Mais uma vez Pedro JJ, que num lance muito semelhante ao seu 1ºgolo, bisa na partida e faz o 3-0 para o SL Marinha.
    A perder por 3-0, Bruno Ramusga lançava Bruno Gomes e Diogo Botas, o ID Vieirense procurava reagir, mas na verdade poucas eram as vezes em que conseguia criar algum perigo para o último reduto da equipa do SL Marinha, e talvez uma das únicas exceções tenha sido um remate forte de João Pinto na marcação de um livre, mas com a bola a sair para fora. Era na verdade, a equipa da Marinha Grande que continuava a ser a mais perigosa e aos 70 min., João Ramusga tem uma boa defesa a travar um bom remate de João Roldão. E vai ser mesmo em cima dos 90 min., que o ID Vieirense tem a sua melhor ocasião de golo, pois vai beneficiar de uma grande penalidade. Mas nem assim o ID Vieirense conseguiu chegar ao golo, e Rui chamado á conversão da mesma, acaba por atirar a bola por cima da baliza de João Guerra.
    Vitória justa da equipa do SL Marinha, que depois de uma 1ªparte fraquíssima de parte a parte, foi claramente a melhor equipa na 2ªparte e beneficiou de dois momentos de inspiração de Pedro JJ, o melhor jogador em campo.
    Quanto a arbitragem de Luís Dionísio e seus pares nem se deu por eles, o que é sempre um bom sinal

    ResponderEliminar
  7. Jogo da 1ªEliminatória da Taça Distrital 2012-2013
    Campo da Charneca, nos Pousos
    Árbitro: André Moreira, assistido por Pedro Narciso e Rui Bernardo.
    Assistência: Cerca de 200 espectadores.
    .
    GRAP 4: Pedro Nunes, Ricardo, Portugal, Fábio Martins, Tony, Gonçalo, Joel, André (Nuno Assis, 67m), Pedro Li (Parreira, 61m), Eurico (Neves, 64m) e Ferraz.
    Suplentes: Mocheco, Pedro Oliveira, João Silva e Mehnama.
    Treinador: Pedro Solá.
    .
    SL Marinha 2: Teixeira, Guilherme, Figueiredo, JP, Edgar, Nascimento (Nuno Santos, 66m), Tiago André, Gonçalo, Nuno Bonita (Dourado, 75m), João Roldão (Diogo, 66m) e João Paz.
    Suplentes: Tiago e Freitas.
    Treinador: Vitor Duarte.
    .
    Ao intervalo: 2-1.
    Golos: 0-1 por Edgar (15m), 1-1 por Ferraz (31m), 2-1 por Ricardo (40+1m), 3-1 por Ricardo (55m), 4-1 por Fábio Martins (57m), 4-2 por Figueiredo (78m).
    Acção disciplinar: Cartão amarelo a Edgar (18m), Figueiredo (52m), Portugal (60m), Tiago André (70m), Neves (71m), Ricardo (77m), Pedro Nunes (85m). Cartão vermelho directo a Joel (40m).
    .
    O GRAP segue em frente na Taça Distrital ao vencer o SL Marinha por 4-2 numa vitória sem contestação já que os marinhenses cometeram demasiados erros, sobretudo em lances de bola parada, o que permitiu ao GRAP fazer da eficácia a sua principal arma.A equipa da casa, que lidera a Divisão de Honra, queria vingar-se do empate consentido no Campo da Ordem em jogo a contar para o campeonato, mas as coisas não começaram nada bem para a equipa de Pedro Solá já que aos 15 minutos, o SL Marinha chegou à vantagem. Na marcação de um canto, a bola passou por vários jogadores até sobrar para Edgar que, sozinho, rematou certeiro para o fundo da baliza do GRAP.Num terreno difícil devido à chuva que caiu, as duas equipas tentaram jogar com qualidade o que nem sempre foi conseguido, mas acabou até por ser um jogo entretido já que ambas as formações jogaram com os olhos postos na baliza adversária.

    ResponderEliminar
  8. Em desvantagem, o GRAP colocou muitos homens na frente de ataque mas só iria criar perigo à passagem do minuto 23 quando Pedro Nunes pontapeou a bola para a frente de ataque, com a defesa do SL Marinha a atrapalhar-se e entregar o esférico de bandeja para Eurico que, completamente sozinho, atirou de forma incrível ao lado da baliza.Pouco depois, após um canto, o GRAP voltou a criar perigo com Ricardo a cabecear para grande defesa de Teixeira. Seria apenas um aviso para o que aconteceria depois com Ferraz, a 25 metros da baliza, a rematar forte com a bola a anichar-se no fundo das redes com algumas culpas para o guarda-redes Teixeira que pareceu mal batido.A cinco minutos do intervalo, o GRAP ficou reduzido a dez unidades com a expulsão de Joel com vermelho directo, num lance em que o árbitro mostrou um critério demasiado apertado.Já em período de descontos, o GRAP colocou-se em vantagem após a marcação de um canto com Portugal a cabecear para a baliza mas um defesa visitante cortou o lance com a mão em cima da linha de golo. O árbitro nada assinalou mas na sequência da jogada, Ricardo aproveitou um a série de ressaltos e atirou para o fundo da baliza. O resultado ao intervalo de 2-1 premiava a equipa que mais procurou o golo, contra um SL Marinha que cometeu demasiados erros.Para o segundo tempo, o SL Marinha entrou de forma mais ofensiva, enquanto o GRAP encurtou os espaços no seu reduto defensivo. Contudo, seria mesmo a equipa da casa a chegar ao golo (55m). Na marcação de um canto, Ricardo só teve que encostar de cabeça bisando no encontro e fazendo o 3-1.A defesa visitante continuou a meter água e dois minutos depois, após um cruzamento na esquerda, os jogadores marinhenses ficaram a ver jogar, com Fábio Martins a aproveitar para encostar para o fundo da baliza ao segundo poste.A partir daqui o jogo passou a ter sentido único, com o SL Marinha a tentar o tudo por tudo para chegar ao golo, contra um GRAP que tentava sair em contra-ataque. Os visitantes ainda enviaram uma bola ao poste da baliza de Pedro Nunes e chegariam mesmo a fazer o 4-2 após a marcação de um livre do lado esquerdo do ataque, com Figueiredo a apareceu solto na área a cabecear para o 4-2 final.Resultado justo que penaliza os erros defensivos do SL Marinha que não soube aproveitar o facto de ter jogado 50 minutos em superioridade numérica.Trabalho negativo de André Moreira. Apesar de não ter tido influência no resultado, o árbitro cometeu dois erros graves: exagero na expulsão de Joel e grande penalidade claríssima com respectiva expulsão que ficou por assinalar a favor o GRAP.
    .

    José Roque - Diário de Leiria

    ResponderEliminar
  9. Num jogo poucas vezes bem jogado e onde as condições atmosféricas também não ajudaram, o GD Pelariga venceu na Marinha Grande por 1-3 o SL Marinha e beneficiou da derrota do Marrazes, para assumir a liderança da Divisão de Honra de Futebol.


    14ªJornada da Divisão de Honra - Seniores
    Campo da Ordem, na Marinha Grande
    Árbitro: Hugo Pires
    Assistência: 120 Espectadores


    SL Marinha 1: Nuno Rodrigues, Tiago André (Cap), Nascimento (Nuno Santos, aos 24 min.), Pastilhas, Figueiredo, Guilherme, Diogo Fadista, J.P. , Gonçalo (Diego, aos 63 min.), Nuno Bonita, Joaquim Pedro (Freitas, aos 63 min.)
    Suplentes não utilizados: Tiago Amado, Veiga, Luís Pedro
    Treinador: Vítor Duarte
    Adjunto: Zé Miguel e Vareta
    Delegado: Pinto Lopes
    .
    GD Pelariga 3: João Matias, Gui (Cap.), Nélson, Stephane, Ivo, Felipe Miranda (Damien, aos 75 min.), Fábio, Edu, Jimmy, Henrique (Bruno, aos 72 min.), Diogo Neves (Paulo, aos 89 min.)
    Suplentes não utilizados: Diogo, André, Paulo, Sammy
    Treinador: Ricardo Silva
    Adjunto: Zé Carlos
    Delegado: Arlindo Medeiros
    .
    Ao Intervalo: 0-0
    Marcadores: 0-1 Gui (aos 52 min.), 0-2 Diogo Neves g.p (aos 61 min.), 1-2 Tiago André (aos 80 min.), 1-3 Diogo Neves (aos 86 min.)
    Acão Disciplinar: Amarelo a Nuno Bonita (aos 17 min.), Felipe Miranda (aos 32 min.), Pastilhas (aos 58 min. e 61 min.), Tiago André (aos 83 min.), Freitas (aos 85 min.), Ivo (aos 90 min.). Vermelho por acumulação a Pastilhas (aos 61 min.). Expulsão do banco de suplentes de Vítor Duarte.
    .
    Em mais uma jornada da Divisão de Honra de futebol, e numa tarde de muito frio e chuva, a equipa do SL Marinha recebeu no seu campo a equipa do GD Pelariga.
    Com o sintético a apresentar muita água e a não permitir grandes pormenores técnicos, o jogo começou bastante equilibrado, e com as equipas a procurarem jogar no futebol directo, contornando assim as limitações que o campo apresentava. Este tipo de jogo era uma enorme vantagem para as defesas, que de frente para a bola facilmente iam cortando os lances. Assim, só aos 16 min., vai aparecer o primeiro lance de algum perigo. Gonçalo a colocar bem em Diogo Fadista na esquerda, e com este a rematar forte, mas a bola a sair ligeiramente para fora. O GD Pelariga ia procurando impor o seu jogo, mas poucas vezes o conseguia fazer.

    ResponderEliminar
  10. Aos 33 min., Gonçalo a marcar um livre na esquerda, com a bola a atravessar toda a defensiva da equipa do GD Pelariga, e ao 2ºposte, Joaquim Pedro em excelente posição, a rematar fraco. Podia ter feito melhor o avançado da equipa do SL Marinha. Não conseguindo entrar na área do SL Marinha, o GD Pelariga procurava criar perigo em remates de longe, como foi o caso aos 34 min., com Stephane a rematar forte, mas com a bola a ser desviada para canto. Um minuto depois, é Diogo Neves a rematar de muito longe, com a bola a embater com estrondo na barra da baliza de Nuno rodrigues. Na sequência do lance, canto para o GD Pelariga e o mesmo Diogo Neves a rematar de forma acrobática, com muito perigo.
    A 2ªParte começa praticamente com um lance de muito perigo para o SL Marinha. Nélson a complicar, e o possante Joaquim Pedro a ganhar na garra, mas em boa posição, remata fraco para fora. Praticamente na resposta aos 52 min., canto na direita, e Gui completamente á vontade a cabecear para o golo do GD Pelariga. Estava feito o 0-1. A partir daqui o GD Pelariga passou a dominar o jogo, e aos 60 min., Felipe Miranda, depois de um passe de Diogo Neves, isola-se na esquerda, mas perde muito tempo, com a defesa do SL Marinha a conseguir anular a jogada. Bastou apenas mais um minuto, aos 61, para o GD Pelariga ampliar a vantagem. Lance no interior da área do SL Marinha, com o auxiliar do árbitro a considerar que Pastilhas fez falta. Grande penalidade para a equipa do GD Pelariga e expulsão de Pastilhas, assim como do técnico Vítor Duarte, por protestos. Na marcação, da grande penalidade, Diogo Neves amplia a vantagem.
    A perder por 0-2, o SL Marinha procurava responder, e aos 72 min., Nuno Bonita na marcação de um livre obriga João Matias a aplicar-se. Na resposta, Diogo Neves, novamente, a ter um bom lance, mas a permitir a defesa de Nuno Rodrigues. Até que aos 80 min., depois de um lance na esquerda, Tiago André no interior da pequena área do GD Pelariga, a cabecear e a fazer o 1-2, num lance em que ficaram algumas dúvidas se a bola passou ou não a linha de golo. Pensou-se que estava relançado o jogo, mas bastaram apenas mais seis minutos para Diogo Neves desfazer as dúvidas quanto ao vencedor da partida. Lance a entrada da área do SL Marinha, a bola a chegar a Diogo Neves, que remata forte sem qualquer hipótese para Nuno Rodrigues. Estava feito o resultado final do jogo.
    Depois de uma primeira parte fraca de parte a parte, na 2ªParte o GD Pelariga entrou praticamente a vencer e depois foi gerindo o jogo, contando para isso com um Diogo Neves em grande forma, perante uma jovem equipa do SL Marinha que se ressentiu das muitas ausências por lesão na equipa, mas que mesmo assim mostrou os motivos do bom campeonato que está a realizar.
    Quanto a arbitragem de Hugo Pires, que foi muito contestada pelos locais, não teve de facto uma tarde feliz, com razões de queixa para os locais, que na 1ªParte, ainda com 0-0 no resultado, viram ser-lhes negada uma evidente grande penalidade por falta sobre Joaquim Pedro. No lance do golo do SL Marinha, fica o benefício da dúvida, mas o auxiliar estava bem colocado.

    ResponderEliminar
  11. 16ªJornada da Divisão de Honra 2012-2013
    Campo do Pousaflores
    Árbitro: David Alexandre (AF.Leiria)


    GDR Pousaflores - 4
    Nuno Aguiar (Zé, 90′), Joel, Pedro Santos, Pitéu, Luís Pedro, Ricardo Palhais, Beto, João Ricardo, Gonçalo (Daniel Ribeiro, 88′), Romero, Tendinha (Fábio Ribeiro, 69′)
    Treinador: Marco Ferreira
    .
    SL Marinha - 0
    Nuno Rodrigues (João Guerra, 68′), Fabito, Joaquim, Nando (Diogo, 70′), Siga, João Roldão, Tiago André, Gonçalo (Nuno Santos, 75′), JP, Guilherme e Lopes
    Treinador: Vítor Duarte
    .
    Ao intervalo: 1-0
    Acão disciplinar: Amarelo a Beto (26′), Nuno Rodrigues (50′) Pitéu (76′), Joaquim (80′), Lopes (83′). Vermelho para Nuno Rodrigues (67′).
    Marcadores: Tendinha (38′), Luís Pedro (49′), Romero (66′) e Pitéu (84′)
    .
    No jogo que marcou a despedida do guarda-redes Nuno Aguiar, que por motivos profissionais vai emigrar, o Pousaflores derrotou sem apelo nem agravo o SL Marinha por 4-0. A vitória é justa, mas talvez por números exagerados em função da forma de como decorreu o encontro.
    A exibição menos conseguida de Nuno Rodrigues na baliza da formação da Marinha Grande, também ajuda a explicar a derrota do Lisboa e Marinha. O Pousaflores teve muito mérito em mais uma vitória, sabendo aproveitar na perfeição os erros do seu adversário.
    O primeiro golo do encontro foi apontado por Tendinha, que proporcionou que o Pousaflores saísse para o intervalo a vencer por 1-0.No regresso dos balneários, o Pousaflores entrou a todo gás e, aos quatro minutos, aumentou a vantagem por Luís Pedro. O Lisboa e Marinha procurou reagir, mas sem grande sucesso, dado que Nuno Aguiar esteve bastante seguro.
    Aos 66 minutos o extremo Romero apontou o terceiro golo para o Pousaflores. Pouco tempo depois, o guarda-redes Nuno Rodrigues foi expulso, ficando a formação da Marinha Grande reduzida a dez elementos até ao final do encontro.
    Aos 84 minutos o Pousaflores chegou ao 4-0 pelo defesa-central Pitéu, que regressou após prolongada lesão.
    Boa arbitragem do trio liderado por David Alexandre.


    Fernando Paulo

    ResponderEliminar
  12. O avançado João Lopez é o mais recente reforço do SL Marinha. O atleta, formado no clube da Ordem e que enquanto sénior representou o CD Pataiense, iniciou esta época na União Desportiva de Leiria, acabando por regressar agora ao seu clube de formação, naquela que será certamente uma boa notícia para o técnico Vítor Duarte, que tem contado nos últimos jogos com um número anormal de lesionados. O atleta já actou neste domingo, na derrota em Pousaflores

    ResponderEliminar
  13. Perante uma jovem equipa do SL Marinha, que demonstrou bastantes fragilidades, o CD Pataiense venceu com toda a justiça na Marinha Grande.


    17ªJornada da Divisão de Honra - Seniores
    Campo da Ordem, na Marinha Grande
    Árbitro: António Nobre, auxiliado por José Agostinho e Tiago Vicente
    Assistência: 120 Espectadores


    SL Marinha 1: João Guerra, Lopez (Diogo, aos 74 min.), Guilherme, JP, Veiga, Tiago André, Nando (Nuno Santos, aos 74 min.), Gonçalo, Joaquim Pedro, Figueiredo, João Roldão (Cap.) (Nascimento, aos 74 min.)
    Suplentes não utilizados: João Teixeira, Fabito, Luís Pedro, Freitas
    Treinador: Vítor Duarte
    Adjunto: Zé Miguel e Vareta
    Delegado: Pinto Lopes
    .
    CD Pataiense 5: Bruno Estrelinha, Ricardo Kikó, Samuel, Diogo Soares, Dinis, Hugo Meca, João Matos (Jordan Santos, aos 45 min.), João Costa, Cristiano Baixinho (França, aos 76 min.), Hugo Trezentos (Kaica, aos 86 min.), Nascimento (Cap.)
    Suplentes não utilizados: Tiago Granja, Joni, Filipe Sousa, Pedro Mesquita
    Treinador: Francisco Mota
    Adjunto: Júlio Bento
    Delegado: Nuno
    .
    Ao Intervalo: 1-3
    Marcadores: 1-0 Joaquim Pedro (aos 20 min.), 1-1 Cristiano Baixinho (aos 29 min.), 1-2 Nascimento (aos 41 min.), 1-3 João Costa (aos 44 min.), 1-4 Hugo Trezentos (aos 50 min.), 1-5 Cristiano Baixinho (aos 72 min.)
    Acão Disciplinar: Amarelo a Gonçalo (aos 26 min.), Figueiredo (aos 36 min. e 65 min.), Tiago André (aos 45 min.), Joaquim Pedro (aos 55 min.), Dinis (aos 80 min. e 90 min.), Veiga (aos 86 min.). Vermelho por acumulação de amarelos a Figueiredo (aos 65 min.) e Dinis (aos 90 min.)
    .
    Em mais uma jornada da Divisão de Honra de futebol, e numa tarde bastante agradável, a equipa do SL Marinha recebeu no seu campo a equipa do Pataiense.
    O jogo começou bastante equilibrado e rápido, com as equipas a privilegiarem nesta fase o futebol direto, e com a bola a estar sempre perto de uma das balizas. Logo aos 8 minutos, Joaquim Pedro a ser desmarcado na esquerda, a entrar na área, e a tentar o cruzamento, com a bola a bater caprichosamente na barra da baliza de Bruno Estrelinha. Ficava o aviso. E aos 20 minutos, Joaquim Pedro vai mesmo chegar ao golo. Lance bem trabalhado na direita por João Roldão, a cruzar milimetricamente para o interior da pequena área, onde, á vontade, Joaquim Pedro cabeceia para o 1-0. O Pataiense reagiu bem ao golo, e logo aos 24 minutos, Hugo Trezentos a ter uma grande oportunidade para restabelecer o empate, mas desperdiça de forma incrível. O jogo estava equilibrado, e se o Pataiense procurava chegar ao empate, o SL Marinha não se limitava a defender e ia também procurando acercar-se com perigo da baliza defendida por Bruno Estrelinha. Até que, aos 29 minutos, o Pataiense vai mesmo conseguir chegar ao empate. Perda de bola do meio-campo do SL Marinha, João Costa a ganhar, a bola a chegar a Cristiano Baixinho, que de muito longe tem um remate indefensável para João Guerra. Estava feito o 1-1. Quatro minutos depois, aos 33, João Costa remata com muito perigo, para defesa apertada de João Guerra para canto. Na marcação do canto, Cristiano leva a bola a embater na barra da baliza de João Guerra. O SL Marinha procurava responder, mas cada vez com menos discernimento e notava-se que seria difícil á equipa de Vítor Duarte fazer frente a este Pataiense. Mais ainda, quando aos 41 minutos, depois de uma jogada coletiva fantástica, iniciada em Ricardo Kikó, a bola a passar por quatro jogadores do Pataiense, sempre de primeira, e a chegar ao interior da área, onde Nascimento á vontade fez o 1-2. E ainda antes do intervalo, aos 44 minutos, o Pataiense vai chegar ao 1-3. Jogada de insistência de Hugo Trezentos, com a bola a sobrar na direita para João Costa, que á vontade faz o 1-3.

    ResponderEliminar
  14. A segunda parte vai começar praticamente da mesma forma que havia terminado a primeira, ou seja, com um golo do Pataiense. Aos 50 minutos, jogada na esquerda, com a bola a atravessar toda a área do SL Marinha e no lado contrário, a aparecer Hugo Trezentos a fazer de forma fácil o 1-4 para o Pataiense. E se as coisas já estavam complicadas para o SL Marinha, mais ficaram quando aos 65 minutos, Figueiredo é expulso, depois de levar dois amarelos de forma infantil. Em vantagem no jogo e em superioridade numérica o Pataiense ia jogando a seu belo prazer, encontrando cada vez menos oposição na equipa do SL Marinha, que só muito esporadicamente conseguia criar ataques com algum perigo. É assim, que aos 72 minutos, Cristiano Baixinho vai fazer o 1-5 para a sua equipa, depois de Samuel centrar na esquerda, e com Cristiano a aparecer ao 2ºposte, e á vontade a ampliar a vantagem da sua equipa. O Pataiense continuava mais forte e aos 87 minutos, França em boa posição, remata forte, mas com a bola a sair longe da baliza de João Guerra. Pouco depois terminava a partida.
    Vitória justa da equipa do Pataiense, por números que não deixam dúvidas e num jogo em que mostrou ter equipa para estar noutros patamares deste campeonato. Quanto a jovem equipa do SL Marinha, muito fragilizada por lesões em peças fundamentais, lutou enquanto pode, mas ficaram evidentes algumas fragilidades.
    Quanto a arbitragem de António Nobre, dúvidas num lance dentro da área do Pataiense, no resto, boa arbitragem, sem qualquer influência no resultado.

    ResponderEliminar
  15. 18ªJornada da Divisão de Honra 2012-2013
    Aldeia do Desporto, em Marrazes.
    Árbitro: José Pereira, assistido por Joni Correia e Ricardo Carreira.
    Assistência: 60 espectadores.
    .
    SCL Marrazes 2
    Treinador: Rui Bandeira.
    Sérgio, João Luís, Pedro Órfão, Ricardo, João Miguel, Samuel, Bóris (Ednilson, 81m), Miranda (Grácio, 68m), Ruben, Cristiano (Cédric, 62m), T.D
    Suplentes: Makê, Orlando, Pascoal, Videira.
    .
    SL Marinha 0
    Treinador: Vítor Duarte.
    João Guerra (Nuno Rodrigues, int.), Veiga, J.P., Freitas, Joaquim Pedro, Nuno Santos, Tiago André, Guilherme (Gonçalo, 55m), Diogo, Lopez (Jorge, 69m), Nando.
    Suplentes: Cláudio, Paz.
    .
    Ao intervalo: 1-0.
    Golos: 1-0 por Pedro Órfão (26m); 2-0 por T.D. (87m).
    Acção Disciplinar: Cartão amarelo a João Miguel (31m), Guilherme (50m), Veiga (68m), Ricardo (73m), Joaquim Pedro (86m), Cédric (90+1m).
    .
    O Marrazes venceu em casa o SL Marinha por 2-0 num fraco jogo de futebol, com a formação de Rui Bandeira a apresentar-se muito longe do que já lhe vimos em termos exibicionais, perante uma equipa marinhense bem organizado, mas que perdeu o atrevimento na segunda parte, não conseguindo incomodar Sérgio.
    A partida até começou de forma prometedora com o Marrazes a falhar uma grande oportunidade logo aos 2 minutos. Na marcação de um canto, Guerra saiu mal da baliza com a bola a sobrar para Ricardo que atirou por cima numa perdida incrível.
    A resposta marinhense surgiu pouco depois, após um lançamento lateral, em que a bola sobrou na área para Nuno Santos que, com tudo para fazer o golo, rematou contra um adversário perdendo-se a jogada.
    A partir daqui, o SL Marinha passou a ser a melhor equipa em campo, com aproximações perigosas à baliza de Sérgio. Contudo, um pouco contra a corrente do jogo, o Marrazes chegou ao golo num livre directo à entrada da área cobrado por Pedro Órfão que deixou Guerra pregado ao chão.
    A equipa marinhense ressentiu-se do golo sofrido perdendo qualidade na sua construção ofensiva, mas também o Marrazes não conseguia fazer muito melhor. Aos 35 minutos, T.D. apareceu em boa posição mas o remate foi bem defendido por Guerra e, já perto do intervalo, foi Cristiano que tentou o remate em jeito mas a bola saiu pouco ao lado da baliza.
    Se ao longo do primeiro tempo a qualidade de jogo foi decaindo, a segunda parte foi um suplício para os poucos adeptos presentes. O SL Marinha deixou de conseguir ter a posse de bola com qualidade e demonstrava muitas dificuldades em chegar à área contrária, enquanto o Marrazes também não conseguia encontrar soluções para ultrapassar a defesa visitante. Desta forma, o jogo foi muito disputado a meio-campo, mas sem critério, com vários passes errados.
    A três minutos do fim, e quando o SL Marinha já tentava o tudo por tudo para chegar ao empate, o Marrazes conseguiu dilatar a vantagem e fixar o resultado final. O recém-entrado Ednilson rematou forte contra um defesa marinhense com a bola a sobrar para T.D. que teve todo o tempo do mundo para encostar para o fundo da baliza.
    Vitória justa do Marrazes apesar de ter rubricado uma má exibição, contudo, consegue manter a liderança na Divisão de Honra. Ao SL Marinha faltou manter, no segundo tempo, a irreverência demonstrada na primeira parte para poder surpreender.
    Trabalho positivo de José Pereira apesar de alguns erros difíceis de entender.

    José Roque (Diário de Leiria)

    ResponderEliminar
  16. SL Marinha 3 - GD Atouguiense 4quinta-feira, março 14, 2013

    Falta de maturidade e
    controlo durante o período
    complementar foi a nota
    negativa num jogo em que
    ninguém esperava a derrota
    dos locais, ao permitirem
    ao Atouguia da Baleia a
    marcação de dois golos em
    tempo de compensação.
    Na primeira parte a formação
    de Vítor Duarte jogou
    e marcou. O resultado
    registado ao intervalo era
    magro, dadas as oportunidades
    que tiveram. No segundo
    tempo, a equipa da
    casa entrou bem e acabaria
    por marcar o segundo golo
    logo aos sete minutos. Contudo,
    a formação visitante
    fez algumas alterações na
    sua equipa e começou a ser
    dona e senhora do jogo. Assim,
    alguns minutos depois,
    o recém-entrado Farinha
    reduz o marcador (2-1).
    Aos 57 minutos, Joaquim
    Pedro concretiza o terceiro
    golo para o SLM e tudo
    estava no bom caminho
    para a vitória dos homens
    da Ordem. Mas a situação
    alterou-se fruto de um total
    descontrolo da equipa da
    casa nos 20 minutos finais.
    Não só viriam a sofrer o segundo
    golo como também
    o golo da igualdade e o da
    derrota. Resultado final que
    premeia o visitante que nunca
    deixou de acreditar em
    levar a vitória do campo
    da Ordem. A falta de controlo
    e gestão nos últimos
    minutos foi fatal para o SL
    Marinha.
    ÒÒ“Os erros
    pagam-se caro”
    No final do jogo, o treinador
    Vítor Duarte frisou ao
    JMG que se tratou de um
    jogo “para ser lembrado.
    Fomos a melhor equipa até
    aos 60 minutos, mas não
    tivemos capacidade nem
    maturidade para gerir o
    resultado, como tal os erros
    pagam-se caro”.
    O técnico admite que a
    vitória “era importante, mas
    agora temos que a procurar
    na próxima semana, o campeonato
    não acabou aqui,
    vamos continuar a trabalhar
    e a procurar emendar
    o que não está bem”.
    Vítor Duarte admitiu que
    a equipa “foi surpreendida
    pelo adversário, com
    uma subida em campo
    a partir dos 60 minutos e
    não fomos suficientemente
    fortes. Foram erros que
    não se devem cometer,
    mas cometemo-los e fomos
    penalizados”. O treinador
    garante que não é esta
    derrota “que vai afetar o
    rendimento da equipa, pois
    ela tem estado bem. Vamos
    procurar aprender com este
    resultado, tenho muita confiança
    nestes jogadores e
    vamos tentar ganhar o próximo
    jogo”, rematando que
    “as contas só se fazem no
    fim”.

    ResponderEliminar
  17. 29ªJornada da Divisão de Honra 2012-2013

    Campo Dinis dos Pinheiros, na Pelariga
    Árbitro: José Pereira, assistido por Ricardo Carreira e Joni Correia
    Assistência: cerca de 80 pessoas

    .

    GD Pelariga 2
    Treinador: Ricardo Silva
    João Matias, Jimmy, João Gonçalves (Fábio Roxo, 89m), Nélson, Paulito, Fábio Pereira, Henrique (Damien, 72m), Eduardo Marto (Bruno Ferreira, 83m), Bajedas e Felipe.

    Sl Marinha 0
    Treinador: Vítor Duarte
    Nuno Rodrigues, Simão, Edgar, Tiago André, João Paz (João Roldão, 53m), Joaquim Pedro, Nando (Roslan, 79m), Nuno Santos, Diogo Marques , Figueiredo (Jorge, 69m) e JP.

    .
    Ao intervalo: 1-0
    Marcadores: Eduardo Marto (12m e 58m)
    Acção disciplinar: Amarelo a Joaquim Pedro (25m), Felipe (34m), Edgar (37m), Bajedas (56m). Vermelho por acumulação a Felipe (64m).
    .
    Num jogo nem sempre bem disputado, a Pelariga derrotou o Lisboa e Marinha por 2-0. A figura do encontro foi o médio Eduardo Marto, que apontou os dois golos do encontro.
    Os primeiros minutos da partida foram equilibrados, até que ao minuto 13 a Pelariga chegou ao golo por Eduardo Marto, que perante Nuno Rodrigues inaugurou o marcador.
    O golo foi muito contestado pelo banco do SL Marinha, dado que o jogador do SL Marinha marcou rapidamente a falta com a bola a bater no jogador da Pelariga que estava perto do lance. José Pereira mandou seguir a jogada.
    Reagiu o Lisboa e Marinha, com Nando a estar perto do golo. A meio do primeiro tempo foi a vez de Edgar ter oportunidade de marcar, mas não teve discernimento para bater o guarda-redes João Matias.
    Nesta fase era a formação de Vítor Duarte que estava com sinal mais no encontro, mas sem conseguir marcar. O intervalo chegou e o resultado era lisonjeiro para a Pelariga, dado que as melhores oportunidades pertenceram ao seu adversário.
    No segundo tempo entraram melhor os locais e, nos primeiros dez minutos, esteve com sinal mais na partida. Nesta fase, o avançado Diogo Neves esteve muito perto do golo, mas perante Nuno Rodrigues foi demasiado perdulário. Aos 58 minutos, Eduardo Marto chegou ao 2-0 na transformação de um livre direto. Seis minutos depois, a Pelariga ficou reduzida a dez elementos por expulsão de Felipe.
    Até final, o SL Marinha dispôs de três oportunidades para marcar, mas algum azar e João Matias impediram o golo dos visitantes. Na parte final do encontro teve lugar a despedida emotiva do defesa-central João, que saiu do campo emocionado sob um forte aplauso da massa associativa.
    José Pereira realizou uma má arbitragem. Na primeira parte esteve desastrado, melhorou um pouco no segundo tempo. Decisão duvidosa ao expulsar Felipe por simulação, quando nos pareceu haver razão para a marcação de uma grande penalidade

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...