sexta-feira, agosto 09, 2013

Apresentação dos Juniores da UD Leiria - Temporada 2013/2014


União Desportiva de Leiria
-
Fundada em 1966
-----
PLANTEL 2013-2014
Guarda-Redes : Vítor Lopes, João Pedro, André Tavares
Defesas : José Rodrigues, André Oliveira, Miguel Ângelo, Hugo Manike, Gonçalo Dias, Sandro Sakho, Dénis Marandeci , Bernardo Silvano
Médios : Rúben Fernandes, Afonso Caetano, Tiago Figueiredo, Frederico Jesus, Issaka Zakaria, Tito Júnior, Vasco Pontes, Carlos Oliveira, Rui Rodrigues
Avançados : Simão Silva, Paulo Lourenço, Luís Sousa, João Madruga, David González
Treinador : Tiago Vicente.
Adjunto : António Maia
Dirigentes :
Presidente : Rui Lisboa
-----
Histórico
2011-2012 : Campeonato Nacional / Série Sul - Passou á Fase Final
2012-2013 : Campeonato Nacional / Série Sul -
2013-2014 : Campeonato Nacional / Série Sul - Passou á Fase Final.
Plantéis
2011-2012
2012-2013
---
Sabes mais sobre esta equipa ou tens fotos da mesma? Então envia-nos para fdleiria@hotmail.com  para termos este espaço cada vez mais completo.

2 comentários:

  1. No encontro da oitava jornada do Nacional de juniores, o Sporting recebeu a União de Leiria e venceu por 1-0.

    Os primeiros 45 minutos, embora totalmente dominados pelo Sporting, foram disputado num ritmo um pouco mais baixo do que o habitual, também devido ao muito calor que se sentiu na Academia.

    Os «leões» atacaram muito, criaram boas ocasiões, mas falharam na concretização. Os «forasteiros» não mais fizeram, na etapa inicial, do que defender o nulo e foram raras as vezes que chegaram à grande área da equipa «verde e branca».

    Os comandados de José Lima iniciaram o segundo tempo imprimindo maior velocidade ao jogo e a atacar muito. Adivinhava-se que o golo surgisse a qualquer momento, mas não estava fácil ultrapassar a barreira defensiva da equipa do Lis.

    O tento «verde e branco» surgiu ao minuto 60, através de um autogolo de Figueiredo. Mama Baldé rematou forte, a bola foi ao poste, bateu na cara do jogador da União de Leiria e acabou por entrar. Um golo invulgar, mas que colocou justiça no marcador.

    Os «leões» lutaram muito para sair do jogo com um resultado mais avolumado, mas tal não se verificou. No último minuto do jogo, Podence falhou a marcação de uma grande penalidade.

    Triunfo por 1-0, que é justo mas que sabe a pouco para o que o Sporting fez ao longo dos 90 minutos.

    FICHA DE JOGO
    Futebol – Campeonato Nacional de Juniores – 8.ª jornada
    2013-09-21 Aurélio Pereira Caixa Stadium
    Árbitro: Bruno Jesus
    Árbitros assistentes: António Franco e Cláudio Maroto
    Resultado ao intervalo: 0-0

    Sporting: 1 – Guilherme Oliveira, 2 – Gelson Martins, 3 – Bruno Wilson, 4 – Vumi Mpasi, 5 – Yan Zihao, 6 – João Palhinha, 7 – Matheus Pereira, 8 – Fábio Martins, 9 – Mama Baldé, 10 – Francisco Geraldes e 11 – Daniel Podence.
    Substituições: 75 m – Saiu Mama Baldé e entrou Flávio Silva (18), 83 m – Saiu Matheus Pereira e entrou Lisandro Semedo (17), 83 m – Saiu Fábio Martins e entrou Braima Candé (16),
    Não utilizados: 12 – João Leite, 13 – João Marques, 14 – Hugo Meira, 15 – João Serrano.
    Disciplina: Nada a assinalar
    Golo: Figueiredo (65 m, pb)
    Treinador: José Lima

    U. Leiria: 1 – Vítor Lopes, 2 – Tito, 3 – Benny, 4 – Paulo Virtudes, 5 – Miguel Ângelo, 6 – Fred, 7 – Figueiredo, 8 – Rui Rodrigues, 9 – Carlos Oliveira, 10 – Afonso Caetano e 11 – Miguel Miguel.
    Substituições: 69 m – Saiu Afonso Caetano e entrou Stephan (16), 71 m – Saiu Miguel Miguel e entrou Luís Souza (17), 82 m – Saiu Carlos Oliveira e entrou Denis (13).
    Não utilizados: 12 – Bruno Felício, 14 – André Oliveira, 15 – Rúben Fernandes, 18 – Fábio Domingos.
    Disciplina: cartão amarelo para Paulo Virtudes (35 m), para Stephan (90 m) e para Rui Rodrigues (90 m).
    Treinador: Tiago Vicente.

    Texto: Andreia Alexandre
    Foto: César Santos

    ResponderEliminar
  2. 10ªJornada Campeonato Nacional de Juniores / Série Sul
    Campo da Mata, Santa Eufémia
    Árbitro: João Mendes (Santarém). Auxiliares: Jorge Maia e Afonso Silveira.
    Assistência: 150 espectadores.
    .
    União de Leiria 0
    Vitor, Miguel Ângelo, Benny, P. Virtudes, André (Vasco Pontes, 68 min.), Fred, Figueiredo (Rui Rodrigues, 84 min.), Miguel Miguel, Afonso, Simão (Tito, int.), Carlos Olivera.
    Não jogaram: Bruno, Denis, Stephan, Ruben Fernandes.
    Treinador: Tiago Vicente.
    .
    Estoril 2
    Ruben, David, Tiago, Romero, Castro, Douglas, Baltazar, Mauricio (Kevin, 75 min.), Galiza, Jesus (P. Correia, 70 min.), R. Caniço (Luís Pereia, 87 min.).
    Não jogaram: Edgar, Edmilson, Luís Almeida e André.
    Treinador: Pedro Rodrigues.
    .
    Ao intervalo: 0-0.
    Golos: R. Caniço (46 min.) e P. Virtudes (a.g., 57 min.).
    Acção disciplinar: Amarelo a Romero (62 min.), Tiago (79 min.) e David (85 min.).
    .
    A União de Leiria somou o terceiro jogo consecutivo sem conseguir ganhar para o campeonato nacional. A jogar em casa, a formação leiriense registou uma das piores exibições da época, numa partida marcada pela infelicidade de Paulo Virtudes que ficou ligado aos dois golos estorilistas.
    Durante os primeiros 45 minutos assistiu-se a um espectáculo deplorável, com vários pontapés para o ar, sem discernimento, parecendo que nenhuma das equipas tinha subido ao relvado para verdadeiramente jogar futebol.
    O Estoril foi quem entrou melhor na partida, mas as poucas oportunidades de golo foram para os homens da casa. Primeiro foi Benny a falhar o cabeceamento após cruzamento de Miguel Miguel; depois foi o próprio extremo a ficar em boa posição para marcar, mas o remate cruzado foi desviado para canto por Ruben que, assim, evitou o golo inaugural.
    Pouco mais se viu de uma primeira parte de suplício para os espectadores. O segundo tempo foi (pouco) melhor, mas pelo menos trouxe os golos. E o primeiro surgiu logo após o intervalo com Virtudes a demorar uma eternidade para aliviar uma bola na sua defensiva, acabando por rematar contra um adversário, com o esférico a sobrar para Caniço atirar facilmente para o 0-1.
    Apesar de estar em desvantagem, os leirienses nunca se ‘encontraram’ e foi o Estoril a estar perto de aumentar num cruzamento de Castro com Caniço a falhar o cabeceamento de forma escandalosa.
    O Estoril fazia o que queria do jogo e foi com naturalidade que chegou ao 0-2 com Virtudes, em tarde de claro desacerto do capitão, a cortar para a própria baliza após cruzamento da esquerda. Com o jogo praticamente sentenciado, Tiago Vicente arriscou tudo no ataque, mas essa estratégia não colheu frutos. Inclusivamente, foi o Estoril quem esteve perto de aumentar a contenda num contra-ataque de P. Correia que rematou cruzado com muito perigo, mas ao lado.
    Vitória justa do Estoril que aproveitou uma tarde cinzenta da formação leiriense para garantir os três pontos. A União de Leiria só se pode queixar de si própria já que o ‘chutão’ para a frente, sem nexo, nunca deu vitórias.
    Arbitragem de muito bom nível do trio de Santarém, numa partida em que os jogadores não facilitaram.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...