domingo, agosto 11, 2013

Apresentação dos Seniores da UD Leiria - Temporada 2013/2014

.
União Desportiva de Leiria
-
Fundada em 1966
-----
PLANTEL 2013-2014
Guarda-Redes : Vítor Maranhão, João Guerra
Defesas : Luiz Carlos (ex-Santa Clara), Juvenal Oliveira
Médios : Leandrito ,
Avançados : Cédric Jorge (Ex-SCL Marrazes), Pedro Emanuel (ex-CD Fátima)
Treinador : Luís Bilro
Adjunto :
Fisioterapeuta :
Dirigentes :
Presidente : Mário Cruz
-----
Histórico
1983-1984 : 9ºClassificado na 2ªDivisão Nacional/Série Centro.
2010-2011 : Sem Equipa
2011-2012 : Sem Equipa
2012-2013 : 1ºClassificado na 1ªDistrital/Sul com 52 Pontos. Subida á Divisão de Honra. Perdeu a final da Taça Distrital (0-1) frente ao CC Ansião. Venceu na final da 1ªDistrital a equipa da Moita do Boi, e assim sagrou-se campeã da 1ªDivisão Distrital.
Nota : Com o fima da UD Leiria Sad e depois de um processo turbulento, o clube assumiu o lugar da Sad no Campeonato Nacional.
2013-2014 : Campeonato Nacional Seniores / Série F -
Plantéis
2012-2013
---
Sabes mais sobre esta equipa ou tens fotos da mesma? Então envia-nos para fdleiria@hotmail.com  para termos este espaço cada vez mais completo.

13 comentários:

  1. Jogo de Preparação : Naval 1 - Leiria 0domingo, agosto 11, 2013

    NAVAL 1 U.LEIRIA 0

    Depois de na passada quarta feira a nossa equipa senior ter sido derrotada (3-4) frente a esta mesma Naval, em jogo disputado no magnifico sintectico de Monte Real, hoje na apresentação oficial dos homens da Figueira aos seus associados, nova derrota para as nossas cores por margem minima, num encontro tipico de pré-época, com várias substituições e experiências q.b.

    Na proxima quinta dia 15 será a vez da apresentação aos nossos associados e simpatizantes, num encontro agendado para as 20.30h no Municipal de Leiria, adversário o Tourizense.

    A U.Leiria alinhou hoje com o seguinte onze: Guerra, Juvenal, Ricardo, Sousa, Danny Rafael, Santiago, Jefferson, Leandro, Dario, Jota e Cedric

    ResponderEliminar
  2. Guarda-redes: Vitor Maranhão, João Guerra (es-S.L.Marinha)

    Defesas: Rui Bento(ex-junior), Luis Oliveira(ex-junior), Ricardo Cardoso (ex-Caldas), Juvenal Soares (ex-Alcobaça), Rafael Ramalho(ex-junior), Danny Rafael (ex-Beneditense), André Sousa (ex-Sp.Pombal)

    Medios: Fabio Santiago, Leandro, João Gomes (ex-junior), Tiago Lopes (ex-Alcobaça) e Rodolfo Cabral (ex-Outeirense), Pepo (ex-junior), Jefferson

    Avançados: Dany (ex-junior), Dario Marquês e Aliu Camará (ex-junior), Jota (ex-junior), Cedric Jorge (ex-Marrazes), Geovanni


    Saidas: Marco Aurélio (passa para equipa técnica), Edgar Grincho (Peniche), Edgar Fernandes (Grap), Mario Wilson (Pataiense), Henrique Piló (Nazarenos) e Tiago Gonçalves (Beneditense)

    ResponderEliminar
  3. Saídas - Tiago Freitas (SL Marinha)

    ResponderEliminar
  4. A União Desportiva de Leiria acaba de garantir mais um reforço para a próxima temporada. Trata-se do médio Fábio Silva, de 26 anos, e que estava no Sertanense, mas que acaba de ingressar na União de Leiria.
    O médio que conta com passagens pelo Torreense, Mafra e Sertanense, na últimsa época representou a Sad da União de Leiria, regressando assim á cidade do Lis. O médio já treinou com a equipa esta noite.

    ResponderEliminar
  5. Parque de Jogos de Porto de Mós
    Árbitro: João Pinto
    Auxiliares: André Dinis e P. Malheiro
    .

    AD Portomosense 2 – Wilson, João Faustino, Daniel Cardoso, Tomé Vindima, Paulo Martins, Nuno Tiago, Elton, Madeixa (T.D., 72 ‘), Grazina (Hugo Almeida, 72′), Pedro Mendes e Afonso.
    Suplentes não utilizados: Makê Pedroso, Carlos Cruz, Nicolas, Juliano e Lote.
    Treinador: Ricardo Silva.



    UD Leiria 3 – Maranhão, Juvenal, Luiz Carlos, Luís Oliveira, Danny Rafael, Ricardo Cardoso (André Sousa, 64′), Fábio Coça, Leandro Gaspar (Jeferson, 90′), Dário (Jota, 59′), Sérginho e Cédric.
    Suplentes não utilizados: João Guerra, Rui Bento, Danny Esteves e Pepo.
    Treinador: Luís Bilro



    Ao intervalo: 1-1.
    Ação Disciplinar: Daniel Cardoso (33 min.), Madeixa (27 min.), Luís Oliveira (43 min.), Grazina (62 min.), João Faustino (76 min.), Nuno Tiago (87 min.)
    Golos: Danny Rafael (35′), Maranhão (a.g., 38′) e Afonso (58′), Serginho (74′), Luiz Carlos (84′).



    A União Desportiva de Leiria continua na senda das vitórias, depois de este domingo ter-se deslocado ao reduto do Portomosense e vencido por 3-2 em partida da 2ª jornada da Série F do novo Campeonato Nacional de Seniores.
    Num Parque de Jogos de Porto de Mós, bem composto de público que pode assistir a um dérbi repleto intenso e com incerteza no resultado até ao apito final, com a sorte a sorrir aos unionistas que conseguiram uma grande reviravolta no marcador quando a vitória já parecia difícil.
    Foi a turma de Bilro a entrar melhor no encontro com Fábio Coça e Serginho a tentarem de livre direto criar perigo ao guardião Wilson Soares, que mostrou-se sempre muito atento (aliás rubricou uma excelente exibição ao longo da partida). O Portomosense foi equilibrando e deu primeiro “ar da sua graça” por Nuno Tiago num remate de longe que não passou longe da barra da baliza de Maranhão. Respondeu a União de Leiria, com Cédric a cruzar para a área onde apareceu Serginho a finalizar, mas Wilson realizou uma grande defesa. Pouco depois, foi Dário Marquês com tudo para fazer o golo, com Wilson a voltar a negar o golo.
    Ao minuto 35, na marcação de um livre indireto, Danny Rafael atirou certeiro para a baliza, inaugurando o marcador para grande festa dos muitos leirienses presentes em Porto de Mós. A resposta do Portomosense só demorou três minutos através de um canto apontado por João Faustino em que Maranhão foi surpreendido por um desvio e acabou por ser ele a introduzir a bola na própria baliza. Chegou-se ao intervalo com um empate a uma bola, que se ajustava mas com sinal mais para os leirienses.
    No segundo tempo, as duas equipas entraram determinadas a alterar o marcador e seria os comandados de Ricardo Silva a colocarem-se pela primeira vez na frente, com o brasileiro Luiz Carlos a falhar o corte e Afonso só com Maranhão pela frente não perdoou e fez o 2-1. Os leirienses não acusaram o golo e esboçaram logo uma reação, excelente jogada de Coça a ultrapassar dois adversários e a cruzar para Serginho a igualdade (2-2).
    A formação de Leiria ganhou nova “alma” voltou a acreditar que poderia levar os três pontos de Porto de Mós e já perto do final na sequência de um livre de Danny Rafael na esquerda, Wilson a sair mal da baliza e Luiz Carlos a cabecear sem oposição para o fundo da baliza, operando a reviravolta.
    Vitória que se ajusta da União Leiria apesar da boa réplica do Portomosense que mostrou foi uma equipa muito aguerrida ao longo de todo jogo e “vendeu muito cara” a derrota. Na próxima jornada, a formação leiriense desloca-se ao difícil reduto do CD Fátima enquanto que o Portomosense também joga fora, nos Riachos.

    ResponderEliminar
  6. 2ªEliminatória da Taça de Portugaldomingo, setembro 22, 2013


    UD LEIRIA SEGUE EM FRENTE NA TAÇA DE PORTUGAL

    A nossa equipa sénior venceu esta tarde o FC Marinhas (AFBraga), com golos de Serginho, Luiz Carlos e Cédric, e garantiu o apuramento para a 3ª Eliminatória da Taça de Portugal (onde já entram as equipas da Primeira Liga).

    Numa tarde de muito calor, foi a UDLEIRIA a equipa que melhor entrou na partida. Ainda assim, só a meio da primeira parte surge o primeiro golo da tarde, num lance construído e finalizado de forma superior por Serginho, na direita, resultado com que fechou a primeira parte.
    Com uma entrada algo apática no segundo tempo, a UDLEIRIA permitiu à equipa visitante o golo do empate, num lance confuso junto à baliza unionista.
    Em desvantagem no marcador, a equipa unionista demorou a reagir, mas empurrada pelo apoio dos adeptos presentes recuperou o domínio da partida e rapidamente fez o 2-1, com uma grande cabeçada do gigante Luiz Carlos na sequência de canto (na foto).
    Até ao final da partida a UDLEIRIA limitou-se a gerir o rumo dos acontecimentos, tendo ainda marcado mais um golo, através de grande penalidade, com Cédric a fazer o 3-1 final.

    A UDLEIRIA segue assim em frente na mítica Taça de Portugal, aguardando o sorteio da 3ª Eliminatória, que contará já com as equipas da 1ª Divisão Nacional.

    ResponderEliminar
  7. 5ªJornada Campeonato Nacional de Seniores - Série F (2013-2014)
    Campo da Mata, Caldas da Rainha
    Espectadores: 300
    .
    Caldas 0
    Luís Paulo, Sibide, Rui Almeida, Thomas Militão (André Jesus, int.), Flávio Santos, Telmo, André Cosme (André Simões, 70 min.), Mustafá, Bacari, Fábio Sabino, João Rodrigues
    Não jogaram: Rui Dabó, André Frias, Morgado.

    Treinador: Ricardo Moura.
    .
    União de Leiria 2
    Maranhão, Juvenal, Luiz Carlos, André Sousa, Ricardo Cardoso, Emiliano Tê, Tiago Lopes (Leandro, 63 min.), Fábio Coça, Serginho (Luís Oliveira, 90+2 min.), Hélio Vaz (Dário, 80 min.) e Cédric.
    Não jogaram: Vítor, Danny Rafael, Jota, Pepo.
    Treinador: Luís Bilro.
    .
    Ao intervalo: 0-1.
    Golos: Cédric (8 min, g.p.) e (87 min.).
    Acção Disciplinar: Amarelo a Rui Almeida (24 min.), Tiago Lopes, 31 min.), Thomas Militão (33 min.), André Cosme (42 min.), Emiliano Tê (58 min.).
    .
    A União de Leiria segue a sua caminhada vitoriosa no campeonato ao averbar mais uma vitória, desta feita no difícil terreno do Caldas, com o campo da Mata a reviver o ambiente de um dérbi de outros tempos.
    Sempre a uma equipa do Caldas em recuperação após um começo de temporada aos 'solavancos', esperava-se que o jogo fosse equilibrado, o que veio a acontecer, embora os leirienses tivessem sido mais certeiros e astutos para arrecadar os três pontos.
    Começou melhor a União de Leiria que beneficiou desde cedo de uma grande penalidade a castigar falta na área sobre Tiago Lopes. Na cobrança do castigo máximo, Cédric atirou para o fundo da baliza apesar de Luís Paulo ter conseguido adivinhar o lado.
    Em vantagem no marcador, os leirienses recuaram um pouco no terreno, com o Caldas a assumir o jogo, mas poucas vezes conseguiu chegar com real perigo para a baliza de Maranhão. Foi mesmo a U. Leiria a criar uma das melhores oportunidades, em contra-ataque, com Hélio Vaz a desperdiçar o 0-2 num chapéu que acabou por sair por cima da baliza.No segundo tempo, o Caldas entrou a mandar por completo na partida, contra uma U. Leiria que passou por alguns sufocos para manter a sua baliza inviolável. Aos poucos os leirienses foram encontrando no contra-ataque um dos caminhos para a vitória, mas as oportunidades criadas foram todas desperdiçadas. Todas, menos a de Cédric já perto do apito final. Juvenal e Leandro combinaram bem na frente de ataque e o médio cruzou para o segundo poste onde apareceu o avançado leiriense a encostar para o 0-2 final, bisando na partida.
    Vitória justa dos leirienses, apesar da boa réplica do Caldas que continua a estar muito aquém daquilo que seria expectável. A União de Leiria beneficiou da grande penalidade para serenar os ânimos e ganhar confiança, conseguindo os três pontos e a manutenção do segundo lugar no campeonato

    ResponderEliminar
  8. Nuno Cunha, mais conhecido no mundo do futebol como ‘Kata’, vai representar a UD Leiria até ao final da época. Aos 35 anos, o médio defensivo volta a abraçar a carreira de jogador num regresso a uma casa que tão bem conhece, isto depois de ter começado a época como treinador-adjunto no Fátima.
    Com uma carreira recheada que experiências ao mais alto nível no futebol nacional e internacional, Kata acredita que pode ajudar os leirienses a voltar à ‘ribalta’, mostrando-se entusiasmado com o projecto.
    “O clube queria alguém com experiência e conhecimento desta divisão e fiquei muito agradado com o convite. A União de Leiria não está a fazer o campeonato que está a fazer por um mero acaso. Está rodeado de pessoas sérias e aquilo que posso prometer é que irei empenhar-me ao máximo, com todo o profissionalismo e seriedade, para ajudar o clube a voltar a ser aquilo que já foi”, assumiu Nuno ‘Kata’.

    ResponderEliminar
  9. União de Leiria 1

    Maranhão, Juvenal, André Sousa, Kata (Rui Bento, 90 min.), Danny Rafael (Luís Oliveira, 88 min.), Emiliano Tê, Tiago Lopes, Fábio Coça, Serginho, Hélio Vaz (Dário, 72 min.) e Cédric.

    Não jogaram: João Guerra, Leandro, Jota, Pepo.
    Treinador: Luís Bilro.
    Amarelos: Danny Rafael (32), Juvenal (101), Emiliano (113).
    Golos: Hélio Vaz (50 min.)
    .
    Tondela 3
    Armando, Pedrosa, Pica (Robson, 69 min.), Palmeira, João Vicente, Fábio Pacheco, Calé (Tiago Barros, 90 min.), Jô (Evandro Brandão, 80 min.), Boubacar, Dally, Tozé Marreco.
    Não jogaram: Ricardo Andrade, Márcio Sousa, Edson, Fausto.
    Treinador: Vítor Paneira.
    Amarelos: Pica (54), Palmeira (76), Dally (84), Boubacar (101), João Vicente (111), Evandro Brandão (119)
    Golos: Tozé Marreco (62 min.), Robson (108 min.), Dally (115 min.).
    .
    A UD Leiria ‘caiu’ na Taça de Portugal na 3.ª eliminatória (1-3) frente a um Tondela que teve de se aplicar para afastar o conjunto leiriense que realizou uma partida em que o colectivo ia causando estragos contra as individualidades da formação do distrito de Viseu.
    Partindo como favorito teórico para o jogo, o Tondela foi quem mais posse de bola deteve nos primeiros instantes contra a UD Leiria que fazia da sua organização um dos principais entraves às investidas tondelenses.
    Apesar de tudo, os primeiros 25 minutos foram equilibrados com nenhuma das equipas a conseguir criar perigo. A primeira situação pertenceu a Hélio Vaz ao desviar uma bola cruzada por Fábio Coça em que Armando interceptou bem para canto. Pouco depois, respondeu o Tondela num lance infeliz de Juvenal que deixou Calé com tudo para fazer o golo, mas o extremo demorou uma eternidade à frente de Maranhão e o lance perdeu-se.
    De seguida foi novamente o Tondela a criar perigo na sequência de um lançamento lateral longo para a área com Boubacar a proporcionar uma defesa atenta a Maranhão. Em ‘cima’ do adversário, o Tondela podia ter-se adiantando no marcador quando Danny Rafael atrasou a bola com o peito para Maranhão, com Tozé Marreco a interceptar o lance, mas o remate saiu incrivelmente por cima da baliza.
    O segundo tempo começou praticamente com o golo da UD Leiria num lance que começou em Maranhão ao lançar o contra-ataque e Fábio Coça, depois de tirar um adversário da frente, serviu de bandeja Hélio Vaz que só teve que encostar para o golo.
    Os leirienses aumentavam a esperança de ver a sua equipa seguir em frente, mas foi ‘sol de pouca dura’ já que o Tondela chegou ao empate com Tozé Marreco a empurrar a bola para dentro da baliza. Animados com o golo marcado, o Tondela voltou a comandar por completo as operações tendo criado algumas situações de apuro, a última das quais em que Calé permitiu uma defesa por instinto a Maranhão quando já se gritava golo nas bancadas.
    No prolongamento, a UD Leiria acusou um pouco o desgaste com o Tondela a conseguir marcar por Robson e Dally, este último num remate de belo efeito, fixando o resultado final em 1-3.
    Vitória justa do Tondela, mas o resultado é exagerado pelo que aconteceu dentro das quatro linhas, em que os leirienses, pela luta constante que empregaram ao jogo durante os 120 minutos, talvez merecessem o desfecho por grandes penalidades.
    Arbitragem irregular do trio que viajou de Lisboa, mas sem influência no resultado.

    Texto: José Roque (Diário de Leiria)

    ResponderEliminar
  10. Daniel Jorge Dias Esteves, mais conhecido no meio futebolístico como Danny é o mais recente reforço da equipa do Ginásio Clube de Alcobaça. O atleta, de 19 anos, fez toda a sua formação na equipa da União Desportiva de Leiria, sendo que na última época, embora sendo ainda júnior, fez parte da equipa sénior que se sagrou Campeã Distrital da 1ªDivisão, e onde jogava com regularidade.
    Mas esta época, Danny tem tido pouca oportunidade de jogar, pelo que o empréstimo ao GC Alcobaça acaba por ser uma solução natural e que pode vir a beneficiar as três partes. Contactado pelo nosso blog, o atleta confirmou o ingresso por empréstimo no clube treinado por Filipe Faria, onde aliás já treina há uma semana.

    ResponderEliminar
  11. Numa mensagem posta a circular a poucos minutos, a União Desportiva de Leiria informa no seu Facebook que o técnico Luís Bilro pediu no passado domingo a demissão do comando técnico da equipa, após a derrota com a equipa da AD Portomosense, e que a mesma foi aceite, estando agora o clube concentrado em encontrar uma solução rápida para novo treinador da equipa.

    ResponderEliminar
  12. .

    UD Leiria 0
    Maranhão, Juvenal, André Sousa, Luíz Carlos, Ricardo Cardoso, Emiliano Tê (Pepo, 30 min.), Fábio Coça, Leandro (Tiago Lopes, 59 min.), Serginho, Hélio Vaz e Cédric (Pedro Emanuel, int.)
    Não jogaram: João Guerra, Dário Marquês, Kata, Danny Rafael.
    Treinador: Luís Bilro.
    Amarelos: Nada a registar. Expulsão de Luís Bilro do banco (90+3 min.)
    Golos: Nada a registar.
    .
    AD Portomosense 1
    Wilson, Tiago Clemente (Lote, 69 min.), Tomé Vindima, Pedro, Carlos Cruz, Hugo Almeida, Fábio Pereira, Elton, Cepeda (Vasco, 88 min.), Nicolas (Matreco, 64 min.) e Afonso.
    Não jogaram: Makê, Daniel, Pedro Santos.
    Treinador: Miguel Pardal.
    Amarelos: Cepeda (76 min.), Elton (78 min.) e Afonso (80 min.).
    Golos: Afonso (22 min.).
    .
    Ao intervalo: 0-1
    .
    A União de Leiria desperdiçou a oportunidade de aproveitar os deslizes de Mafra e Alcanenense, já que somou a segunda derrota consecutiva a jogar em casa, desta feita diante do ‘aflito’ Portomosense por 0-1.
    Num jogo em que o futebol praticado foi de má qualidade, foram raras as situações de golo para ambas as equipas, com um sublinhado especial para as agressões no final da partida entre jogadores no acesso aos balneários e alguns confrontos já no exterior do estádio entre adeptos da equipa da casa e jogadores do Portomosense.
    Quanto à partida, os leirienses surgiram demasiado apáticos e coube mesmo ao Portomosense o domínio do jogo, com a primeira oportunidade a surgir cedo num livre cobrado para a área em que a bola sobrou para Afonso que rematou à barra.
    Estava dado o aviso para o se seguiria: Leandro perdeu a bola no meio-campo e o Portomosense aproveitou para contra-atacar com Luiz Carlos e Maranhão a chocarem numa clara falta de comunicação e Afonso, imune ao lance caricato, a atirar para a baliza deserta.
    Em desvantagem, Luís Bilro mexeu na equipa mas os leirienses estavam em tarde de claro desacerto já que até ao intervalo não conseguiram gizar uma clara oportunidade de golo. Os adeptos pediam uma UD Leiria mais acutilante para o segundo tempo, mas aquilo que se viu foi mais do mesmo.
    O Portomosense sentia-se confortável a defender e com uma estrutura bem organizada, impossibilitava que os leirienses conseguissem criar lances de perigo. Com o passar do tempo, o Portomosense também começou a sentir dificuldades em encetar contra-ataques, excepção feita numa jogada em que Nicolas serviu Cepeda à entrada da área, proporcionando uma defesa apertada a Maranhão.
    Até ao apito final houve muitos nervos dentro das quatro linhas, mas em jogo jogado, os leirienses, com sistemáticas tentativas de cruzamento, nunca ameaçaram verdadeiramente Wilson Soares que se mostrou sempre muito seguro.
    Vitória justa do Portomosense que aproveitou os erros do adversário para marcar, apostando posteriormente por uma postura defensiva que trouxe resultados já que a organização dos comandados de Miguel Pardal colocou a nu as debilidades dos leirienses a quem faltou uma voz de comando, ideias e clarividência.
    Arbitragem desastrosa do trio que viajou de Aveiro. Sem influência no resultado, mas com critérios técnicos e disciplinares incompreensíveis.

    ResponderEliminar
  13. Acho que era altura de darem uma oportunidade ao João Guerra de pois daquele golo do Portomosense. Já agora, até se arranjar solução, quem tá a frente da equipa, tem havido treinos?

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...