sábado, outubro 05, 2013

Apresentação dos Seniores do GD Pelariga - Temporada 2013/2014

Grupo Desportivo da Pelariga
--
PLANTEL 2013-2014
Guarda-Redes :
Defesas :
Médios :
Avançados :
Treinador : Marco Ferreira.
Adjunto :
Dirigentes :
Presidente :
-----
Histórico
2006-2007 : 3ºClassificado , na 1ªDistrital/Norte, com 57 Pontos
2007-2008 : 3ºClassificado , na 1ªDistrital/Norte, com 60 Pontos
2008-2009 : 4ºClassificado , na 1ªDistrital/Norte, com 66 Pontos
2011-2012 : 1ºClassificado na 1ªDistrital/Norte, subida á Divisão de Honra. Perdeu a final para apuramento do campeão distrital da 1ªDivisão, ao ser batido por 1-2, frente ao SL Marinha.
2013-2014 :
Plantéis
---
Sabes mais sobre esta equipa ou tens fotos da mesma? Então envia-nos para fdleiria@hotmail.com para termos este espaço cada vez mais completo.

4 comentários:

  1. 4ªJornada da Divisão de Honra/Seniores, 2013-2014
    .
    Campo Dinis dos Pinheiros
    Árbitro: Marco Gomes
    .
    GD Pelariga - 1
    Nuno Viseu;Jimmy, Daniel(Romero,45′),Edu Marto, Joel, Poeta,Ivo(Pedro Neves,77′), Diogo Padeiro, Diogo Ribeiro,Felipe(Damien,64′),Stephane.
    Treinador: Marco Ferreira
    .
    GD Guiense - 2
    Pedro Carvalho, Joni Alberto, João André, Fábio e João Diogo; Pedro Dias, Gato (Cristiano, 90′), José Pedro (Bruno Martins, 70′), Canas, Félix e Joel
    Treinador:José Godinho
    .
    Marcadores: Joel (6′), Gato (13′) e Stéphane (90′+2′)
    Disciplina:Amarelos para Joni(40′), Dias(56′), José Pedro(61′) e Ivo(65′).
    .
    Começou muito melhor a equipa visitante, perante algum nervosismo e desacerto dos da casa. Não demorou muito o primeiro golo do Guiense marcado por Joel aos 6 minutos.
    Aos 13 foi Gato que aumentou a vantagem, dando expressão a melhor entrada no jogo dos pupilos de José Godinho. Já com o resultado bastante desfavorável a Pelariga reagiu e aos 19 minutos, Stephane obrigou Pedro Carvalho a grande defesa, no único lance de registo dos visitados na primeira parte.
    Na segunda metade a Pelariga esteve melhor, mas o Guiense foi controlando. Aos 68′ Stephane rematou a trave e aos 81 minutos Damien, em óptima posição, remata ao lado. Aos 87 minutos o guarda redes do Guiense faz grande defesa a remate de Stephane. A Pelariga chega ao golo já nos descontos, mas não consegue pontuar frente a um Guiense muito seguro e controlador e que entrou muito bem no jogo, dando a ideia de nunca ter tido em perigo os três pontos.
    Muito boa arbitragem de Marco Gomes.

    ResponderEliminar
  2. 5ªJornada da Divisão de Honra 2013-2014

    Aldeia do Desporto, em Marrazes.
    Árbitro: Nuno Rodrigues. Auxiliares: Ricardo Carreira e Pedro Alves.
    Espectadores: 150
    .


    SCL Marrazes 1
    Carlos, Cláudio, Pedro Orfão, Renison, Junior, Paulo Sérgio, Neto (Yago, 65 min.), Pedro, Leonardo (Ednilson, int.), Nélson e Paulo.

    Não jogaram: Marcos, Frade, TóZé, Pedro Horta e, João Vitor.

    Treinador: Rui Bandeira.
    .
    GD Pelariga 1
    Nuno Viseu, Jimmy, Daniel, Sté, Joel, Ivo, Poeta (Paulo Neves, 77 min.), Padeiro, Filipe (Zé, ...85 min.), Diogo Ribeiro, Stephane (Damien, 58 min.).

    Não jogaram: João, Edu, Bruno e, Henrique.
    Treinador: Marco Ferreira.
    .

    Ao intervalo: 0-1.
    Golos: 0-1 por Ivo (35 min.); 1-1 por Pedro (72 min.).
    Acção Disciplinar: Amarelo a Poeta (38 min.), Nelson (80 min.), Renison (84 min.) e Padeiro (90 min.).
    .
    Num jogo que opunha duas equipas com os mesmos pontos na tabela classificativa em que ambas vindas de derrotas na jornada anterior, Marrazes e Pelariga proporcionaram um fraco espéctaculo, onde escassearam as oportunidades de golo.
    E foi preciso esperar 35 minutos para que aparecesse o primeiro golo da partida, numa enorme fífia de Carlos aproveitada por Ivo para encostar para a baliza deserta, marcando um golo fácil.O Marrazes não conseguia impor o seu jogo e seria a Pelariga, num lance de contra-ataque, que ia aumentando o marcador, mas Padeiro isolado, atirou ao lado da baliza, mesmo antes do intervalo.No segundo tempo, a toada manteve-se mas, com o decorrer do jogo e, fruto também das alterações efectuadas, a equipa da casa foi crescendo e tomando conta da partida. E, foi com naturalidade que ,numa boa jogada individual de Nelson pela direita, o médio endossou a bola para Pedro que, à entrada da área, rematou sem hipóteses para o guardião visitante, restabelecendo a igualdade.Na parte final, estava reservada alguma emoção, com Pedro Neves, num livre directo, a enviar uma bola à barra, tendo na resposta Nelson (o melhor nos da casa) feito Nuno Viseu brilhar com a defesa da tarde.Arbitragem regular.
    -----
    Opinião dos treinadores:
    Rui Bandeira (Marrazes): “É um resultado que acaba por se ajustar por aquilo que foi o jogo. Uma primeira parte mal jogada com os jogadores a acusarem o resultado pesado do último jogo, e na segunda parte, com mais querer e discernimento conseguimos o empate”.
    Marco Ferreira (Pelariga): “Jogo muito equilibrado. Entrámos bem na partida, onde tivemos a sorte de nos pormos em vantagem e o Marrazes que praticamente não teve ocasiões de golo, empatou numa jogada de contra-ataque. Parabéns aos meus jogadores”.

    ResponderEliminar
  3. 7ªJornada da Divisão de Honra 2013-2014
    Campo da Portela, na Marinha Grande
    Árbitro: Luís Pinto. Auxiliares: João Pedrosa e Gonçalo Nunes
    Espectadores: 150.
    .
    AC Marinhense 0
    Pedro Duarte (Cap.), Filipe Moita, Ricardo Figueiredo, David, Timmie (Falé, 68 min.), Nando, Ari (Vitinho, 81 min.), João Portugal, Amaro (Pascoal, aos 77 min.), Marco Brás, Héber.
    Não jogaram: Rúben Fernandes, Joni, Ricardo, Sandro Estrada.
    Treinador: Joaquim Silva.
    .
    GD Pelariga 1
    Nuno Viseu, Jimmy, Nélson Marques, Pitéu, Joel, Poeta, Ivo (Bruno, 83 min.), Padeiro, Romero, Diogo Ribeiro, Felipe Miranda (Stephane, 63 min.).
    Não jogaram: João, Henrique, Daniel, Pedro Neves, Damien.
    Treinador: Marco Ferreira.
    .
    Ao intervalo: 0-0.
    Golos: 0-1 Diogo Ribeiro (90+3 min.).
    Acção Disciplinar: Amarelo a Romero (11 min.), Ricardo Figueiredo (17 min.), Timmie Polard (26 min.), Marco Ferreira (53 min.), Poeta (58 min.), Pitéu (59 min.), Ivo (64 min.), Héber (75 min.), João Portugal (75 min.). Vermelho Direto Marco Brás (90+2 min.).

    Num jogo poucas vezes entusiasmante, a Pelariga teve a estrelinha da sorte e na última jogada do desafio chegou ao golo por Diogo Ribeiro.
    A Pelariga começou melhor o jogo, mais dominante e com boas trocas de bola a meio-campo. Apesar do domínio territorial, a equipa de Marco Ferreira insistia em falhar o último passe e perante tanta falta de objectividade no ataque, a equipa do Marinhense foi crescendo. A partir dos 20 minutos o Marinhense equilibrou o jogo e mostrou-se mais atrevido, principalmente através das iniciativas individuais de Héber na esquerda. E foi assim aos 24 minutos, quando Héber passou por dois adversários e já dentro da área optou mal pelo passe, quando tinha tudo para fazer o golo.
    O jogo seguia equilibrado, e aos 35 min., vai ser a Pelariga a criar muito perigo: Romero a progredir em zona central, a entrar na área e a colocar na esquerda em Diogo Ribeiro, que em excelente posição, remata à figura de Pedro Duarte, que defende fácil.
    A segunda parte iniciou-se com um Marinhense mais ofensivo e logo aos 55 min., João Portugal a abrir bem na direita, onde apareceu Héber que, num cruzamento/remate, leva algum perigo junto da baliza de Nuno Viseu.
    A Pelariga respondeu na mesma moeda e o irrequieto Romero vai dispor de duas boas ocasiões de golo. Na primeira, aos 57 min., perde muito tempo e permite à defesa do Marinhense recompor-se e evitar o perigo. O mesmo Romero, aos 67 min., passa por toda a defesa do Marinhense e já de ângulo apertado, dentro da área, remata perigoso, com a bola a passar ligeiramente junto ao poste da baliza de Pedro Duarte.
    O jogo estava mais aberto, mas apesar disso as oportunidades de golo continuavam a escassear e com o jogo a encaminhar-se para o seu final as equipas procuravam já não só vencer, como em pelo menos segurar o empate. E é assim, que quando tudo já parecia resolvido, que o Marinhense vai deitar tudo a perder em dois minutos de desconcentração colectiva. Primeiro, aos 90+2 min., é Marco Brás que num lance atacante agride um adversário e vê o cartão vermelho directo. No seguimento do lance e ainda com a equipa do Marinhense desconcentrada, Stephane a ganhar na esquerda, a cruzar atrasado, e oportuno Diogo Ribeiro a aparecer e a finalizar com êxito. Estava feito o resultado final.
    Num jogo em que se aceitava o empate, Pelariga teve a estrelinha da sorte e o mérito de acreditar sempre, perante uma equipa do Marinhense que deitou tudo a perder em dois minutos de total desconcentração colectiva.
    Quanto à arbitragem de Luís Pinto e seus auxiliares ficou-nos a dúvida num lance dentro da área da Pelariga, por possível mão na bola, de resto arbitragem regular e sem grandes complicações.

    ResponderEliminar
  4. AR Meirinhas 0
    Pedro; Hugo Roda, Portugal, Jonas e Miguel; João Capão, Zé Luís, Edgar, Milton (João Carreira, 62 min); Filipe Capão (Tiago Santos, 77 min) e Teles.

    Não jogaram: : Ivo, Batista, Leandro, Diogo António e Diogo Ramos
    Treinador: Frederico Rasteiro.
    .
    GD Pelariga 2
    Nuno Viseu, Jimmy, Nélson, Pitéu e Joel; Poeta, Diogo Padeiro (Damien, 83 min), Romero (Daniel, 72 min), Ivo, Diogo Ribeiro e Felipe (Stéphane , 60 min).

    Não jogaram: João, Bruno, Leandro e Damien.
    Treinador: Marco Ferreira.
    .Ao intervalo: 1-0.
    Golos: Pitéu (38m) e Daniel (77 min)
    Acção Disciplinar: Amarelo a Milton (20 min), Pitéu (24min), Diogo Padeiro (47 min), Nélson (49 min) , Edgar (85 min)e Damien (90 min).Vermelho por acumulação a Nélson (90+1).
    .
    Num jogo extremamente repartido, a Pelariga derrotou o Meirinhas por 2-0. Vitória do conjunto mais eficaz, numa partida muito equilibrada e com poucas situações de perigo em cada uma das balizas. A Pelariga regressou às vitórias, enquanto o Meirinhas somou a segunda derrota consecutiva.
    Nos primeiros 45 minutos, o jogo foi sempre equilibrado sem que nenhum conjunto conseguisse ter superioridade sobre o outro.
    Registo para uma remate à trave por parte de Filipe Capão por parte do Meirinhas como o lance de maior perigo nos primeiros trinta minutos da partida.
    Na sequência de um canto os visitantes adiantaram-se no marcador por Pitéu. O central em boa posição estreou-se a marcar pela Pelariga.
    Ao intervalo o resultado premiava a equipa mais eficaz na partida. No regresso dos balneários o equilíbrio manteve-se. O Meirinhas detinha mais posse de bola, enquanto a Pelariga apostava no contra-ataque. O Meirinhas esteve perto do golo em duas situações, mas sem sucesso. O recém-entrado Daniel fez o 2-0 para a Pelariga, num golo que contou com alguma passividade da defensiva do Meirinhas.
    Até final o Meirinhas esboçou uma reaccão, mas sem grandes efeitos práticos. A Pelariga teve sempre o jogo controlado. Na parte final a Pelariga ficou reduzida a dez unidades por expulsão de Nélson por acumulação de amarelos.
    Trabalho positivo de Nélson Pereira.
    ---
    O que disseram os treinadores:
    Frederico Rasteiro: “Foi um jogo bastante equilibrado com o vencedor a ser o conjunto mais eficaz e o que mais fez para ganhar o jogo. Tivemos algumas oportunidades, mas não conseguimos ser eficientes na finalização”
    Marco Ferreira: “ Foi um jogo muito equilibrado com poucas situações de perigo. Fomos eficazes na finalização e isso acabou por decidir o vencedor do encontro”.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...